EUA trabalham duro para que Maduro saia do poder até o fim do ano, diz diplomata americano

06 de agosto de 2020, 09:09

O enviado especial do país para a Venezuela, Elliott Abrams, ressaltou que Washington está somando esforços para conseguir o afastamento de Maduro do poder (Foto: Reprodução)

Em audiência no Senado dos EUA, o enviado especial do país para a Venezuela, Elliott Abrams, ressaltou que Washington está somando esforços para conseguir o afastamento de Maduro do poder.

Além disso, a administração do presidente Donald Trump está disposta a dialogar com o presidente venezuelano somente para tratar de sua saída do poder.

“Com Maduro estamos dispostos a falar de sua saída. Se quer ficar na Venezuela ou ir embora, mas de nenhuma maneira falaremos com ele sobre sua permanência no poder”, afirmiu Abrams, citado pelo portal Infobae.

O diplomata americano também estipulou um prazo para a eventual saída de Maduro.

“Esperamos que não siga no poder após o final do ano e estamos trabalhando duro para que isso aconteça”, acrescentou.

Pressão

Apesar da atual política de sanções e pressão contra Caracas, Abrams conclamou os países para adotarem medidas ainda mais duras contra Maduro, entre elas restrições de viagem.

“Necessitamos de mais sanções, sanções pessoais, do tipo que o Canadá, a União Europeia e os países do Tratado do Rio fizeram”, disse o diplomata.

Por outro lado, os EUA reforçaram seu apoio ao lider oposicionista e autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó.

Para tanto, o título de presidente interino de Guaidó continuará sendo reconhecido pelos EUA, publicou o portal Stars and Stripes, citando Abrams.

Sputinik 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS