EUA pretendem banir venda de cigarros eletrônicos com sabores

11 de setembro de 2019, 16:50

(Foto: Reprodução)

Decisão surge após aumento no número de mortes reportadas com o uso dos cigarros eletrônicos e com o aumento de menores fumantes.

ACasa Branca anunciou nesta quarta-feira que planeja banir a venda de cigarros eletrônicos com sabor. A decisão surge após o registro de várias mortes que têm sido relacionadas com o uso desses aparelhos e pelo aumento do número de menores que têm aderido a estes aparelhos.

“Acabei de anunciar juntamente com o presidente e a FDA que vamos realizar políticas para retirar cigarros eletrônicos com sabores do mercado”, anunciou o secretário de Estado da Saúde norte-americano, Alex Azar, no Twitter.

Ainda pelo mesmo meio, Alex Azar que a medida não vai incluir os cigarros eletrônicos com sabor tabaco. Mas “se os dados mostrarem que as crianças migraram para esses produtos faremos o necessário para impedir o uso continuado desses aparelhos por jovens”.

“A Administração Trump está deixando claro que pretende limpar o mercado de cigarros eletrônicos com sabores para tentar reverter a epidemia preocupante de uso por jovens que está a impactar crianças, famílias, escolas e comunidades”, diz o comunicado da Casa Branca.

O Estado do Michigan se tornou o primeiro a proibir a venda da maior parte de cigarros eletrônicos com sabor, a semana passada, numa iniciativa de tentar reduzir a epidemia dos vulgarmente chamados ‘vape’. 

A decisão surge ao mesmo tempo que o Centro para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC) norte-americano já tem o registro de seis mortes e 500 casos de doenças pulmonares “potencialmente relacionadas” com os cigarros eletrônicos.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS