Estudante morre após levar choque de celular ligado na tomada

20 de fevereiro de 2018, 11:32

(Foto: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)

Familiares afirmam que não estava chovendo no momento do incidente, mas houve relâmpagos.

Uma estudante de 17 anos morreu após sofrer uma descarga elétrica na tarde deste domingo (17) em Riacho Frio, no Sul do Piauí. Segundo familiares de Luíza Fernanda Gama Pinheiro, a jovem tomou um choque quando usava o celular que estava ligado na tomada.

“A avó da menina contou ao médico que encontraram a neta desacordada, deitada no chão e com fones do celular nos ouvidos. Eles disseram que acreditam que jovem tenha levado uma descarga elétrica porque o celular estava carregando na tomada e o fone ficou derretido”, revelou ao G1 uma funcionária da unidade de saúde, que não quis se identificar.

Ainda de acordo com a funcionária, os familiares disseram que não estava chovendo no momento do incidente, mas houve relâmpagos.

Luíza chegou sem vida ao posto de saúde. O médico de plantão reanimá-la, mas não obteve sucesso. Mesmo depois do procedimento, os familiares decidiram levar a adolescente para o Hospital Regional de Corrente.

A diretora do Hospital, Lindaura Cavalcanti, informou ao site que a menina chegou sem vida ao local. “Consta no prontuário de atendimento que a jovem deu entrada no hospital uma hora após a descarga elétrica. Os familiares contaram que a jovem tinha recebido um choque, mas as causas da morte ainda serão confirmadas”, explicou.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS