Estamos próximos de colonizar Marte?

13 de abril de 2020, 09:28

Cientista russo afirma que as primeiras tentativas de colonizar o Planeta Vermelho deverão acontecer em breve, porém a colonização deverá demorar (Foto: Reprodução)

Sputnik – Com o desenvolvimento das tecnologias para viagem e exploração do espaço, os olhos da humanidade têm se voltado cada vez mais para a Lua e Marte.

Por sua vez, o magnata Elon Musk já revelou parte de seus planos de enviar representantes da humanidade para o Planeta Vermelho.

O acadêmico Maksim Litvak, do Instituto de Pesquisas Cósmicas da Academia de Ciências da Rússia, comentou o cenário de colonização de Marte para a Sputnik.

“Provavelmente, as pessoas vão fazer suas primeiras tentativas de colonizar Marte em breve. Mas dominar o planeta é um futuro muito distante. Com as tecnologias atuais isso é impossível, a princípio. Por enquanto isso só ficará no nosso imaginário”, afirmou.

Desbravando o Universo

Apesar das dificuldades atuais, Litvak acredita ser um momento propício para que a humanidade saia de seu casulo.

“É importante entender o quanto nós podemos viver e se desenvolver além do nosso ‘berço’, se a humanidade é capaz de se adaptar a todas as condições, inclusive as desconhecidas, e quão móveis podemos ser [pelo Universo]”, declarou.

Testes na Lua

Como base preparatória para as viagens espaciais, Litvak sugere tomar a Lua como uma base de treinos, algo que a Rússia tem almejado.

“A coroa do programa lunar russo será justamente uma base permanente na superfície [da Lua]”, afirmou, acrescentando que estações automáticas e robôs deverão ser usados para criar a base.

Também são discutidos o desenvolvimento e a criação de tecnologias para a obtenção de oxigênio e hidrogênio, produção de materiais de construção a partir do solo lunar e seu teste na superfície do satélite natural, assim como a bordo de missões espaciais.

Têm chamado a atenção dos cientistas os polos da Lua devido a potenciais reservas de água e outros recursos naturais.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS