Escavações no Líbano dizem que Bíblia estava errada sobre região

07 de agosto de 2018, 10:06

(Foto: Claude Doumet-Serhal/Divulgação)

As amostras de cinco cadáveres enterrados há 3,6 mil anos no Líbano podem colocar à prova informações contidas na Bíblia.

De acordo com o Antigo Testamento, Deus teria ordenado que seus fiéis exterminassem todos os cananeus, população que viveu no local há 4 mil anos. No entanto, as escavações na região mostram que os cananeus permaneceram no local, contrariando a passagem que diz que eles teriam sido extintos e suas cidades, arrasadas.

“Realmente não sabemos nada sobre eles de fontes diretas, porque todas foram destruídas, e o pouco que conhecemos é através de outras fontes, como a Bíblia”, explicou Chris Tyler-Smith, geneticista do Instituto Sanger do Wellcome Trust, no Reino Unido, ao jornal El País.

Ao encontrar os cadáveres enterrados na região de Sidon, apontada como uma das principais cidades cananeias, a equipe de Tyler-Smith analisou o genoma das ossadas e pôde precisar há quanto tempo os esqueletos viveram.

O grupo também constatou que o DNA não só não foi extinto, como foi transmitido por gerações e hoje é predominante nos libaneses.

De acordo com o estudo, os cananeus descendiam de agricultores que se estabeleceram na região há mais de 5 mil anos, vindos do leste da Eurásia.

“Esta linhagem deve ser comum entre toda a população do Oriente Médio, e podemos estar bastante seguros de que seu peso será similar nos habitantes dos países vizinhos”, afirma Tyler Smith.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS