Empresária é denunciada por manter doméstica como escrava no Rio

14 de maio de 2018, 12:07

Entre 2010 e 2011, vítima foi submetida a condições degradantes de trabalho

Uma empresária foi denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF) por submeter a empregada doméstica de onde morava, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, a um trabalho análogo ao de escravo. A Justiça diz que a vítima chegou a ser mantida trancada dentro da área de serviço por uma semana, sem comida.

Segundo o G1, os casos ocorreram no período entre dezembro de 2010 e fevereiro de 2011. Quando a trabalhadora adoeceu, a empresária considerou que se ela não conseguia trabalhar, também não deveria receber salário ou se alimentar.

A MPF informou que a doméstica, e outra empregada que também trabalhava no apartamento, eram vítimas constantes de xingamentos e abusos psicológicos. A proprietária da casa dizia, por exemplo, que teria que passar álcool no sofá caso elas se sentassem. Testemunhas que fazem parte da denúncia alegam que a doméstica era  submetida a jornadas de trabalho ilegais, de 7h até meia-noite, sem folgas.

Segundo a reportagem, a empregada doméstica se mudou junto com a empresária para o Rio de Janeiro. Antes, as duas moravam em Brasília.

O MPF também acusa a mulher por fazer ameaças, dizendo que qualquer criminoso no Rio bateria na vítima por R$ 50 ou tiraria sua vida por R$ 100.

O Ministério Público denunciou o caso em 2014 e a Justiça do Rio declinou a denúncia para a Justiça Federal. Em abril de 2018, o caso foi então remetido ao Ministério Público Federal, que fez uma nova acusação.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS