Em uma semana, Nordeste bate 3 recordes de geração eólica

10 de agosto de 2020, 08:03

O estado já possui 171 parques em funcionamento e prevê que 53,5 mil empregos seja criados para os quase 40 novos parques em construção (Foto: João Ramos)

Agosto mal começou e já mostra que será bastante favorável na geração de energia eólica. Na mesma semana, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) registrou três recordes de geração média da energia. Só na última quinta-feira (6) esta fonte foi responsável pela produção de 9.049 MW.

Para se ter uma ideia, este montante é suficiente para abastecer 94,4% da demanda elétrica de todos os estados que compõem a região Nordeste.

No domingo (2), a força dos ventos havia sido responsável pela geração de 8.780 MW. Já na quarta-feira (5), a geração de energia eólica média foi de 8.854 MW.

A ONS ressalta que, historicamente, agosto costuma ser um mês de ventos fortes – ainda assim os recordes contínuos impressionam.

Recentemente, o CicloVivo destacou a operação de 6 novos parques eólicos na Bahia. O estado já possui 171 parques em funcionamento e prevê que 53,5 mil empregos seja criados para os quase 40 novos parques em construção.

Além disso, um estudo internacional, publicado em junho, apontou maior investimento em energia eólica offshore no último ano. Também afirma que o custo da instalação de energia renovável está menor e o setor pode ajudar a alavancar a economia no pós-pandemia

A ONS monitora regularmente a capacidade instalada de usinas eólicas em operação comercial no país.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS