Em 10 dias Jacobina registra 99 novos casos de coronavírus; os casos confirmados já são 224

10 de julho de 2020, 15:11

A partir deste sábado (11), Jacobina passará a ter 'toque de recolher' das 20h às 5 horas (Foto: Notícia Limpa)

Em 10 dias Jacobina registra 99 novos casos do novo coronavírus, um recorde desde o anúncio do primeiro caso, em 4 de abril deste ano. De acordo ao Informativo Epidemiológico da Secretaria de Saúde divulgado no final da manhã de hoje, em 24 horas o município confirmou 18 novos infectados, contabilizando assim, até o dia de hoje 226 positivados e 69 curados.

Acompanhando o que aconteceu em várias cidades da Bahia, em Jacobina, após os festejos juninos, mas precisamente depois do dia 24 de junho, quando existiam 91 casos naquela data, até hoje, foram notificados 133 contaminados, um aumento de 133 casos. A média de casos dia passou de pouco mais de 1,1 para mais de 8,3, um crescimento de 800 por cento.

Com medida de prevenção para conter a disseminação do coronavírus, a Prefeitura Municipal editou um decreto determinando toque de recolher, proibindo a circulação de pessoas e veículos a partir das 20 horas até às 5 horas, a partir desde sábado, dia 11, por tempo indeterminado. O comércio permanecerá aberto normalmente, inclusive as feiras livres; fato bastante criticado, com exceção da maioria dos empresários, por boa parte da população. Com o fechamento do comércio ou a limitação para aberture em diversas cidades da região a procura pelos diversos tipos de serviços oferecidos em Jacobina tem atraído uma grande quantidade de pessoas à cidade, principalmente na parte da manhã.

Funcionários de lojas, conforme informações do Sindicato dos Comérciários, foram testados positivos, assim como servidores da Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste, o que obrigou o fechamento das agências para a desinfecção, também foram contaminados, o que eleva o nível de preocupação da população.

Veja abaixo o Informativo Epidemiológico:

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS