Eleições 2020: campanha oficial começa em 27 de setembro, 49 dias antes do voto

03 de setembro de 2020, 10:55

(Foto: Reprodução)

Passam a ser autorizados comícios e publicidade eleitoral em sites e jornais; pandemia aumenta relevância da internet e da TV
 
Em eleições municipais anteriores a 2016, o início das campanhas eleitorais era marcado por eventos de rua, comícios e carreatas. Os vereadores, que têm atuação regionalizada e eleitorado em áreas específicas da cidade, levavam os candidatos a prefeito para seus redutos. “Boa parte do convencimento era feito corpo a corpo, com cabos eleitorais. Isso fica comprometido – vai acontecer ainda, mas em escala menor”, aposta o marqueteiro André Gomes.
 
Especialistas ouvidos pelo Estadão acreditam que a pandemia da covid-19 – que causou o adiamento de todo o calendário eleitoral no Brasil e motivou autoridades do mundo inteiro a emitir ordens de quarentena – tem o potencial de coroar a já acelerada tendência de se fazer uma campanha cada vez mais digital.
 
“Acho muito difícil criar aquele ‘esquenta’ que em que os candidatos saem pelos bairros”, afirmou Gomes. “Muda a intensidade e o conteúdo da campanha: se você não tem uma presença no dia a dia que normalmente se tinha, precisa pensar em uma campanha digital e em um conteúdo que consiga disputar a atenção das pessoas na internet”, acrescentou.
 
A própria Justiça Eleitoral, reconhecendo o potencial risco trazido pelos encontros presenciais, já informou que aceitará a validade de convenções partidárias virtuais para a confirmação dos candidatos. A decisão foi tomada em âmbito nacional pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que permitiu por meio da resolução 23.623 que foto ou vídeo de reunião virtual possa servir como ata da reunião exigida pela lei.
 
“Em caso de necessidade de divulgação do vídeo, (será difundida) somente a parte com a anuência dos convencionais, preservando questões internas dos partidos”, afirmou o ex-ministro do TSE Henrique Neves.
 
A maioria das agremiações, no entanto, ainda tem receio quanto ao novo formato. Em São Paulo, dos cinco partidos cujos diretórios municipais já têm data para a realização do evento oficial – PSDB, PC do B, PSD, Novo e Patriota – apenas os dois últimos cogitam uma convenção 100% virtual.
 
Fonte: Portal TERRA

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS