Documentário revela existência de fotos inéditas de Marilyn Monroe nua tiradas após sua morte

18 de agosto de 2019, 11:22

(Foto: AP Photo / Matty Zimmerman)

Fotos do cadáver nu de Marilyn Monroe foram tiradas poucas horas depois de sua morte, quando o fotógrafo americano Leigh Wiener teve acesso ao necrotério de Los Angeles por supostamente ter subornado os guardas com álcool, informou o Daily Mail.

Segundo informações da mídia, o fotógrafo Leigh Wiener fotografou ao menos cinco rolos dentro do necrotério onde o corpo de Marilyn Monroe se encontrava depois da sua morte em 4 agosto de 1962. O fotógrafo supostamente subornou os responsáveis com álcool, o que lhe permitiu o livre acesso à área.

Leigh Wiener vendeu três rolos de fotos à revista Life, para a qual ele trabalhava naquela época, mas guardou outros dois. As imagens ficaram escondidas durante cerca de seis décadas.

O jornal Daily Mail informa que Wiener guardou essas imagens em lugar secreto e nunca o revelou até à sua morte em 1993. A existência dessas imagens foi revelada pelo filho do fotógrafo, Devik, na série documental “Escândalo: A Morte de Marilyn Monroe”, que estreia hoje, domingo (18), no canal de TV Fox News Channel.

“Não foi a primeira vez que ele usou algumas garrafas de uísque para penetrar em áreas não autorizadas […] Ele ofereceu uma bebida para alguns dos caras e em seguida – ele estava dentro”, diz Devik, citado pelo Daily Mail.

Marilyn Monroe era uma atriz, modelo e cantora norte-americana extremamente popular. Ela era o símbolo sexual feminino do século XX e até agora continua sendo um ícone cultural. A sua morte misteriosa tem estado cercada de especulações e rumores.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS