Jacobina: Doações da JMC beneficiam o ‘Lar dos Idosos Cruzada do Bem

03 de abril de 2020, 13:16

(Foto: JMC)

 

(Da assessoria) – Durante o período delicado pelo qual o mundo atravessa, é necessário que as pessoas pensem no próximo. Ajudar é um ótimo caminho para que, unida, a sociedade consiga alcançar resultados positivos no combate à disseminação do novo coronavírus (Covid-19). Em sintonia com esse assunto, a Jacobina Mineração e Comércio (JMC) realizou a doação de itens de higiene ao ‘Lar dos Idosos Cruzado Bem’. Entre eles estão sabonetes líquidos, álcool em gel, luvas e, em breve, também serão doadas máscaras.

“A JMC entende que este é um momento difícil e incerto para todos, por esse motivo, estamos realizando diversas ações para colaborar com a comunidade na prevenção contra o novo coronavírus. A empresa continua implementado medidas adicionais para apoiar a população como: criação de um fundo para a compra de equipamentos de saúde, proteção e medicamentos, diversas doações de suprimentos preventivos para o município, além de anúncios nas rádios com dicas de prevenção. Nosso intuito é ajudar a comunidade de todas as maneiras que pudermos, continuaremos com as nossas doações enquanto for necessário”, comenta Edvaldo Amaral, gerente-geral da JMC.

O ‘Lar dos Idosos Cruzado Bem’ é uma instituição filantrópica que, atualmente, abriga 56 idosos. O local oferece serviço de qualidade às pessoas da terceira idade que, devido à epidemia do novo coronavírus, necessitam de mais atenção e cuidados de prevenção contra a doença. “Ficamos muito felizes em receber as doações. O mundo está passando por um momento muito delicado e precisamos colaborar uns com os outros. Os idosos, por fazerem parte do grupo de risco diante da Covid-19, necessitam de um serviço eficaz, higienização redobrada e que sejam realizadas todas as medidas de proteção necessárias”, comenta Marcos Pessoa, administrador do Lar dos Idosos Cruzado Bem.

A JMC está seguindo, criteriosamente, as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde e realizando uma série de ações internas e externas para garantir a adoção das melhores práticas de prevenção e combate ao novo coronavírus.

Deseja ajudar também?

– As doações de material podem ser entregues na portaria da instituição.

Endereço: Rua Fraternidade, 254, Félix Tomaz, Jacobina

Vale ressaltar que ninguém poderá entrar no local, devido às medidas de proteção aos idosos contra o novo coronavírus.

– Caso a doação seja em dinheiro, o doador deve realizar através de transação bancária (depósito ou transferência) para a conta da instituição:

Banco do Brasil

Agência: 2305-1

Conta Corrente: 13064-8

CNPJ: 14.545.887/0002-18.


– Mais informações podem ser obtidas através dos telefones (74) 3621-4215 ou (74) 991139642.

Principais sintomas físicos e mentais da abstinência de nicotina

A síndrome de abstinência de nicotina provoca inúmeros sintomas nos ex-fumantes. Contudo, explica um artigo publicado no portal Melhor Com Saúde, esses efeitos colaterais variam em intensidade dependendo da pessoa. 

O fato da nicotina ser uma droga muito viciante faz com que o hormônio conhecido como dopamina seja liberado no cérebro – este hormônio é responsável por aumentar a sensação de prazer e bem-estar. E como tal, o organismo reage negativa e violentamente à ausência da droga.

Ainda assim, a síndrome de abstinência de nicotina não representa qualquer risco para a saúde. Estima-se que os sintomas associados à condição afetam até 85% dos ex-fumantes. 

Os sintomas desta síndrome variam, mas, sem dúvida alguma, o mais comum é a vontade de fumar que pode surgir na presença de múltiplos estímulos, como por exemplo ver outra pessoa fumar, ou inclusive sem uma causa aparente.

Os principais sintomas da síndrome de abstinência da nicotina são os seguintes, de acordo com o portal Melhor Com Saúde:

Sintomas físicos

Aumento do apetite
Tosse
Boca seca
Dor de cabeça
Tontura
Fadiga
Coriza (inflamação da mucosa das fossas nasais; rinite, defluxo)
Dor de garganta, na língua ou gengivas
Sensação de aperto no peito
Ganho de peso
Frequência cardíaca mais lenta ou bradicardia
Obstipação
Hipotensão

Sintomas mentais

Ansiedade, inquietação e irritabilidade
Dificuldade em se concentrar
Insônia e dificuldade para dormir bem
Raiva e frustração
Depressão
Desânimo
Mau humor

Os sintomas da síndrome de abstinência da nicotina normalmente duram de 4 a 12 semanas e surgem nas primeiras 12 a 24 horas após parar de fumar. 

Os especialistas explicam que a fase mais critica são as primeiras duas a três semanas de cessação tabágica. Sendo que os sintomas começam gradualmente a desaparecer e, com o tempo o indivíduo aprende a controlar o desejo de fumar. 

VÍDEOS