Dispositivos móveis superam PCs em navegação na internet

21 de fevereiro de 2020, 19:29

O ano de 2019 marcou a virada dos dispositivos móveis e a tendência de queda no uso dos computadores tende a seguir daqui pra frente (Foto: Reprodução)

Um estudo realizado pelo SimilarWeb, portal de análise de dados na internet, indicou que 2019 foi o ano da virada para os dispositivos móveis frente a dominação dos PCs na utilização da internet.

O estudo “2020 Starr oferece Digital Report” monitorou a rede global de computadores e dispositivos móveis entre janeiro de 2017 e dezembro 2019. A análise apontou que no ano passado, os dispositivos móveis foram responsáveis por 116 bilhões de visualizações, contra 107 bilhões registradas em computadores, um salto de 18% na comparação com 2018.

A queda nos PCs entre 2018 e 2019 foi de menos de 1%, mas a projeção para 2020 segue negativa para os desktops. Enquanto isso, a rede móvel deve ultrapassar os 120 bilhões de acessos este ano.

No relatório, o SimilarWeb ressaltou que “à medida que o mobile se torna mais acessível a todos, não é de se surpreender que o tráfego móvel esteja aumentando. A magnitude do crescimento, no entanto, é espantosa: enquanto o tráfego de computadores desktop diminui lentamente, uma queda de 3,3% desde 2017, os dispositivos móveis aumentaram 30,6% no mesmo período”.

Há, no entanto, um dado negativo no fenômeno: o tempo gasto em cada página no mobile é menor que nos computadores.

Enquanto o período de navegação dos usuários nos sites por meio de notebooks e computadores foi de 1.009 segundos (16 minutos) em 2019, o mobile ficou apenas 432 segundos (7,2 minutos) em média.

E o tempo médio só cai conforme o tempo passa. Em 2017 foram 443 segundos e 439 segundos no ano seguinte.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS