Depressão e déficit de vitamina D. Qual é a relação?

02 de janeiro de 2021, 06:55

Resolução de Ano Novo. Obter mais vitamina D! (Foto: Reprodução)

Avitamina D é conhecida como a vitamina ‘do sol’. É um nutriente essencial, que ajuda a manter os ossos saudáveis e fortes, ajuda no crescimento celular e beneficia as defesas imunológicas.

O seu corpo absorve vitamina D principalmente através da exposição ao sol, embora os suplementos dietéticos e certos alimentos também possam ser fontes do nutriente.

A deficiência de vitamina D ocorre quando o seu corpo não absorve os níveis recomendados. Níveis insuficientes de vitamina Dpodem causar vários problemas de saúde.

Estudos mostraram uma ligação entre a deficiência de vitamina D e a depressão. Os pesquisadores por trás de uma meta-análise de 2013 observaram que os participantes do estudo com depressão também tinham baixos níveis de vitamina D. A mesma análise descobriu que, estatisticamente, pessoas com baixo teor de vitamina D corriam um risco muito maior de depressão.

Os pesquisadores acreditam que, como a vitamina D é importante para o funcionamento saudável do cérebro, níveis insuficientes de nutrientes podem desempenhar um papel na depressão e noutras doenças mentais.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS