Defesa de CR7 admite ter pago para encerrar caso de estupro

21 de agosto de 2019, 05:42

Defesa do jogador confirmou acordo financeiro para evitar escândalo (Foto: MARCO BERTORELLO / AFP)

Advogados afirmaram que acordo financeiro foi feito no valor de US$ 375 mil para manter o ocorrido em sigilo. Em 2009, Kathryn Mayorga acusou o português de violência sexual – 

A defesa do craque Cristiano Ronaldo admitiu, nesta terça-feira, ter pago US$375 mil (cerca de R$ 1,5 milhão) para encerrar o caso de estupro do qual o atacante português foi acusado por Kathryn Mayorga, em 2009, em um hotel em Las Vegas.

Um documento revelado pela emissora CNN confirma que os advogados do atacante da Juventus (ITA) repassaram o valor para a mulher manter confidencialidade sobre a acusação.

Os advogados de CR7 apresentaram uma ação de acusação de extorsão contra Mayorda, que será incluída no processo, por violar o acordo feito em 2009. Além disso, a defesa afirmou que ela teria apresentado provas suficientes de capacidade mental ao aceitar os termos do acordo.

Em 2018, Kathryn Mayorda chegou a entrar com um processo para invalidar o acordo feito com a defesa do atacante. Ela argumentou que estaria em “frágil estado emocional” na época e que a defesa do astro português teria se aproveitado disso, obrigando-a a assinar o termo. A Polícia de Las Vegas chegou a reabrir o processo, mas logo foi fechado em julho de 2018.

O jogador se manifestou sobre o caso pelas redes sociais em outubro do ano passado. Cristiano Ronaldo negou as acusações feitas e afirmou que o crime sexual é “abominável e que vai contra tudo o que sou e o que acredito”.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS