Como e quando limpar o celular para evitar contaminação por germes

15 de dezembro de 2019, 18:32

Pessoas que tem por hábito comer enquanto usam o smartphone ou tablet devem limpar os aparelhos pelo menos duas vezes por dia (Foto: Reprodução)

Estamos rodeados de bactérias, é um fato. Ainda assim, felizmente a maioria é benéfica. Porém, os germes capazes de provocar doenças, como intoxicação alimentar, gripe e constipações, podem entrar facilmente em contato com o organismo caso não haja cuidados. Nesse sentido manter uma boa higiene dos celulares e tablets é fundamental.

 

Limpar o celular

A frequência com que os smartphones e tablets devem ser limpos depende da forma como os indivíduos lidam com os dispositivos no quotidiano. Pessoas que costumam utilizar o telefone no transporte público ou durante as refeições devem limpá-lo diariamente, ao menos duas vezes.

Quem não costuma usar telefones e tablets em lugares com maior incidência de germes ou evita utilizá-los durante as refeições não necessita de ser tão diligente com a higienização, embora isso seja recomendado ao menos uma vez por dia para prevenir a contaminação.

Adicionalmente, as capas de borracha, muito populares como ferramenta para proteger o celular contra quedas, acumulam ainda mais bactérias do que as partes de metal, vidro ou plástico. As laterais da capa e do telefone também tendem a reunir mais germes do que as superfícies lisas.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS