Coca-Cola lança versões com café brasileiro mas não as disponibiliza no Brasil

29 de janeiro de 2021, 12:33

O produto é anunciado como “infundido com café brasileiro”, e foi lançado inicialmente no mercado japonês com imenso sucesso em 2017 (Foto: Kauê Vieira)

A nova Coca-Cola com Café acaba de chegar ao mercado dos EUA como uma das grandes apostas da gigante dos refrigerantes para 2021, e com ela vai também um tanto do Brasil: um dos principais produtos de exportação nacional, é com o café brasileiro que a nova receita da Coca é feita. Curiosamente, porém, não há previsão para a chegada do produto ao mercado de onde veio sua principal matéria prima. A Coca-Cola com Café por enquanto não será lançada no mercado brasileiro.

A novidade virá em três variações: Blend escuro, Baunilha e Sabores de caramelo. Cada latinha contém 69 miligramas de café – o dobro da medida em uma Coca normal – e também serão oferecidas versões zero, sem açúcar mas com o ânimo oferecido pelo sabor e a dose de cafeína. Segundo Jaideep Kibe, vice-presidente da empresa, a nova receita está sendo vista como um lançamento de vanguarda, capaz de abrir um novo filão no mercado. “Trata-se de um híbrido verdadeiramente único e inovador, que irá abrir pioneiramente uma nova categoria que estamos chamando de ‘cafés refrescantes’”, comentou.

O produto é anunciado como “infundido com café brasileiro”, e foi lançado inicialmente no mercado japonês com imenso sucesso em 2017. Desde então, vem sendo testado em outros mercados como Itália, Austrália e Vietnã – o êxito de tais lançamento levou o produto ao mercado dos EUA. “Não é somente um teste de um produto e uma fórmula, mas também da embalagem certa, e que estamos compreendendo o que os consumidores procuram em uma bebida”, explicou Brandan Strickland, diretor de marketing da marca na América do Norte.

O lançamento nos EUA se dá depois de dois anos de testes – não por acaso: um outro produto similar, misturando Coca-Cola e café, já foi testado no país em 2006, mas descontinuado dois anos depois – a crítica da época afirmou que a bebida trazia um gosto residual muito forte – e outras receitas semelhantes já chegaram importados por aqui. As pesquisas com a nova receita, porém, foram promissoras com o público estadunidense: 80% dos participantes afirmaram que comprariam o produto.

Fonte: Hypeness 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS