Cinco dicas para evitar cálculo renal

16 de agosto de 2019, 06:04

(Foto: Reprodução)

Um em cada dez adultos vai, em algum momento da vida, sentir a dor excruciante causada pela eliminação de um cálculo renal. Mais conhecidos como ‘pedras nos rins’, os cálculos resultam de depósitos microscópicos na urina que se solidificam com o tempo; como o sal deixado no fundo de um copo com água salgada depois que o líquido evapora.

Existem vários tipos de cálculos renais. Se você expeliu um, seu médico pode verificar sua composição e medir a concentração de substâncias químicas presentes na sua urina e no seu sangue para decidir a melhor maneira de prevenir outros cálculos no futuro.

Quais são as causas?

Predisposição genética, infecções urinárias, doença renal, desitratação crônica e certos distúrbios metabólicos que afetam a composição da urina. Alguns medicamentos, como diuréticos e os antiácidos à base de cálcio, também podem contribuir para o aparecimento de cálculos renais.

Quais os sintomas de pedras nos rins?

Inicialmente, não há sintoma. Na verdade, a maioria dos cálculos renais é excretada sem nenhum sintoma. Cálculos maiores, no entanto, podem causar dor intensa e súbita nas costas, do lado e na parte inferior do abdome, bem como náuseas e vômitos. Você pode apresentar também sangue na urina; sentir que precisa urinar com mais frequência do que o de costume; e/ou experimentar queimação ao urinar.

Confira abaixo algumas formas simples de prevenir o aparecimento das  dolorosas pedras nos rins:

  • Beba muita água durante o dia
  • Alimente-se menos com comidas ricas em oxalato, como espinafre, nozes, batata doce e até chocolate
  • Reduza as quantidades de sal e proteína em suas refeições
  • Continue alimentando-se de comidas ricas em cálcio, mas cuidado com suplementos. É essencial manter os níveis de cálcio no sangue estáveis.

Coma iogurte

Consuma cereais integrais

 

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS