Cinco benefícios que beber vinho traz à saúde

15 de agosto de 2019, 10:26

(Foto: Reprodução)

Há milênios, egípcios, romanos, gregos e cristãos já faziam uso do vinho para tratar problemas de saúde – 

O suco de uva fermentado marcou presença na farmacopeia de diversos países até ao fim do século XIX, quando surgiu o movimento antiálcool.

Ainda assim, o número de estudos científicos que destaca as propriedades terapêuticas do vinho – quando consumido com moderação – tem vindo a aumentar, comprovando que a bebida pode prevenir doenças cardíacas e até diversos tipos de câncer. 

Segundo a publicação especializada Medical Daily, estes são os cinco benefícios que encontra num copo de vinho:

1. Faz bem ao coração

Instituições importantes, como a American Heart Association (EUA), a European Society of Cardiology (Europa) e a Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial reconhecem que o vinho pode proporcionar proteção cardiovascular. “Os polifenóis aumentam os níveis de colesterol HDL (o bom) e diminuem o LDL (o mau), além de dificultarem a formação de trombos, responsáveis por enfartes e AVCs”, afirma o cardiologista brasileiro Jairo Monson de Souza Filho e autor do livro Vinho é Saúde! – 50 respostas para entender por que a bebida de Baco pode fazer bem’. Essas substâncias fortalecem as paredes das artérias, o que reduz a pressão arterial e a gordura nos vasos sanguíneos.

2. Impede o desenvolvimento da diabetes

Alguns estudos mostram que os diabéticos podem beneficiar do controle do colesterol propiciado pelo vinho. Outros estudos também insinuam que derivados da uva aumentam os níveis de insulina e reduzem a glicose, diminuindo os riscos de adquirir a doença. Ainda assim, a nutricionista Haline Dalsgaard, alerta: “A relação entre o consumo de vinho e a redução do controle glicêmico não pode ser atribuída a todos os indivíduos, pois a velocidade de metabolização do álcool não é a mesma para todos”.

3. Rejuvenesce a mente

Uma pesquisa da Reading University (Reino Unido) sugere que três copos por semana melhoram a memória, e outro estudo, da Università di Milano (Itália), constatou que o hábito ativa uma enzima que protege os neurônios e desenvolve as sinapses no hipocampo. Tudo isso significa que a bebida pode diminuir a progressão de doenças neurológicas degenerativas, como demência senil e Alzheimer. “O cérebro é vulnerável aos radicais livres”, conta a biomédica Caroline Dani. “Então, pela ação antioxidante e anti-inflamatória, esses benefícios são possíveis”, completa.

4. Rejuvenesce a pele

O resveratrol age retardando a produção de radicais livres e, portanto, preservando a pele por mais tempo. “Além disso, os polifenóis melhoram a microcirculação e a hidratação do tecido”, afirma Jairo Monson.

5. Previne o câncer

Diversos estudos internacionais encontraram correlações entre o consumo moderado de vinho e a prevenção do câncer do pulmão, da bexiga, próstata, ovários, garganta entre outros. “As células tumorais formam-se devido a uma desorganização interna que descontrola a sua multiplicação genética”, explica Caroline. “Ao que tudo indica, os componentes fenólicos conseguem restabelecer a ação dos genes supressores de tumores, controlando a proliferação dessas células”. 

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS