NEGÓCIOS

Jacobina ganha profissional referência em Nutrição Esportiva e Fisiologia

11 de fevereiro de 2022, 15:36

Foto: Divulgação

Profissionais das mais variadas áreas do conhecimento estão migrando das capitais para cidades do interior ou regiões metropolitanas. A estratégia é adotada por aqueles que querem mais tranquilidade e/ou buscam ofertar serviços diferenciados em regiões com grande potencial de crescimento.

O personal trainer e nutricionista clínico e esportivo Claudio Barbosa é uma dessas pessoas. Em breve, se instalará na cidade de Jacobina, Centro-Norte baiano. Especialista em emagrecimento, ex-atleta de triatlo, Claudio é Educador Físico com 19 anos de formação, com especialidade na área de Fisiologia do Exercício.

Buscando complementar sua área de atuação, se graduou em Nutrição, com foco em Nutrição Esportiva.  “Todo educador físico tem a necessidade de orientar seus alunos quanto à alimentação, uma barreira que fica limitada pela competência para prescrever dietas. Por essa razão fui fazer Nutrição – e acabei me apaixonando pela área”, relata.

Em março Claudio Barbosa passa a atender na Clínica Humana e, além dos serviços de personal trainer e nutricionista clínico e esportivo, ofertará aos seus clientes acesso ao Move Health – plataforma de saúde física e mental com programas de treinos, exercícios para o corpo e a mente, reflexões e áudios, aulas de HIIT, Core, força e muito mais.

Claudio Barbosa diz que só é possível conseguir bons resultados com a junção da boa alimentação com a prática da atividade física. “A pessoa que só faz dieta vai emagrecer. Se fizer só atividade física, ela não emagrece. No entanto, a pessoa que só faz dieta e não faz atividade física tem o benefício estético, mas não vai ter o benefício fisiológico que a atividade física traz, e vice-versa”, explica.

Além da alimentação e da atividade física, também contribuem para promover a saúde a boa qualidade de sono, ter uma atividade ocupacional, melhorar a parte intelectual e ativar a memória. “Alinho o meu trabalho ao de médicos e outros profissionais da área da saúde. Pois o trabalho multidisciplinar gera uma maior otimização dos resultados para o paciente”, acrescenta Claudio.

Jacobina

Inquieto, no sentido de se movimentar e sair da zona de conforto, Claudio revela o que busca em Jacobina: “Qualidade de vida. Eu e minha esposa viemos em busca desse bem para a nossa família. E, é claro, oferecer um serviço diferenciado na área da saúde. Ela, como médica especialista em medicina fetal e ultrassom, eu na condição de educador físico e nutricionista clínico e esportivo”.

Mesmo estabelecendo-se em Jacobina Claudio Barbosa continuará dando atenção aos clientes de Salvador. “Ficarei entre Jacobina e Salvador. Viajarei à capital pelo menos uma vez por mês, atenderei os meus clientes, previamente agendados, retornando então para Jacobina”, finaliza.

O profissional pretende combater a obesidade, a diabetes e a hipertensão e, assim, oferecer à população de Jacobina e região serviços que proporcionem melhor qualidade de vida e longevidade.

Por Tamara Leal

Leia mais...

Diretores do Sicoob anunciam o interesse pela abertura de uma agência em Caém

11 de fevereiro de 2022, 15:29

Foto: Notícia Limpa

Em audiência pública realizada na manhã desta sexta-feira (11), na Câmara de Vereadores de Caém, diretores do Sicoob falaram da possibilidade da implantação do sistema cooperativo Sicoob, com a abertura de uma agência bancária no município.

O evento que acontece após diversas conversas e encontros presenciais e virtuais, contou com as presenças do prefeito Arnaldo Oliveira, vereadores, secretários municipais, comerciantes, empreendedores, pecuaristas, servidores públicos, presidentes de cooperativas e outras autoridades.

Durante a audiência, que teve como chefe de cerimônia o secretário de Planejamento e Administração de Caém, Creso Júnior, foi feita uma apresentação sobre o sistema Sicoob e logo depois a palavra foi franqueada para os presentes tirar dúvidas e ou emitirem opiniões.

O anúncio de que Caém deverá ter de volta uma instituição financeira, como uma unidade fixa instalada na cidade foi comemorado pelo prefeito. Segundo ele, a população não merecia ser desrespeitada por uma instituição que durante trinta anos recebeu atenção da população e dos correntistas e sem dar nenhuma satisfação fechou as portas. “Nossa economia perdeu muito com a saída desrespeitosa da única agência bancária que existia há trinta anos na cidade. As vendas diminuíram e as pessoas da sede e do interior do município deixaram de circular no comércio local, sendo forçadas a procurar outras praças para atendimento bancário”, salientou o prefeito, agradecendo a atenção e o empenho da diretoria do Sicoob em aprovar a ida de uma unidade da instituição para o seu município: “a população de Caém agradece pelo reconhecimento às nossas potencialidades econômicas e acreditar que serão bem vindos pelos caenenses, os principais beneficiários”, completou Arnaldinho.

Para o presidente da Câmara, o vereador Pablo Piauhy, a chegada do Sicoob será uma das grandes conquistas para o povo de Caém. “Gostaria de parabenizar a atitude do prefeito Arnaldo Oliveira que incansavelmente tem buscado resolver a situação desagradável vivida pela população após o fechamento da agência do Banco do Brasil. Parabenizamos também com boas vindas o Sicoob por demostrar interesse em se instalar em nosso município”, ressaltou Pablo.

SICOOB – De acordo ao portifólio da instituição, o seu propósito é de ‘conectar pessoas para promover justiça financeira e prosperidade, com a missão de ‘promover soluções e experiências inovadoras e sustentáveis por meio de cooperação, tendo a visão de ‘ser referência em cooperativismo, promovendo o desenvolvimento econômico e social das pessoas e comunidade’.

O Sicoob é o maior sistema financeiro cooperativo do país, contando com mais de 3 mil pontos de atendimento, milhares de caixas eletrônicos e uma diversidade de canais digitais, sendo composto por cooperativas financeiras e empresas de apoio, que em conjunto oferecem aos associados serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, dentre outros. Tem todos os produtos e serviços bancários. É uma cooperativa financeira onde os clientes são os donos e os resultados financeiros são divididos entre os cooperados.

Leia mais...

Agricultura familiar baiana coloca no mercado bebida energética de Guaraná e Açaí

04 de fevereiro de 2022, 10:53

Foto: SDR/CAR

Seja para dar aquele gás no trabalho, nos estudos, nos esportes ou nas atividades do dia a dia, o energético de Guaraná e Açaí ‘Agito’, lançamento da Cooperativa dos Agricultores Familiares do Baixo Sul (Coopafbasul), de Ituberá, no Território de Identidade Baixo Sul, promete dar aquela energia aos consumidores.   

O Agito traz o sabor das frutas cultivadas por agricultores familiares ligados à Coopafbasul, que possui três mil cooperados. Destes, 250 são produtores de guaraná em grão e do açaí.  

O produto, que tem a base de extrato natural de guaraná com açaí, começou a ser comercializado na 12ª Edição da Feira Baiana de Agricultura Familiar e Economia Solidária, que aconteceu em dezembro de 2021. A expectativa é que, com os contatos feitos durante o evento, o produto comece a ser vendido, neste ano de 2022, na capital baiana.  

A Cooperativa recebe o apoio do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, de R$3,6 milhões, com investimento em infraestrutura, a exemplo da implantação de uma unidade de beneficiamento de grãos e a aquisição de equipamentos. Com isso, a cooperativa terá um espaço próprio, com fácil acesso, onde será realizada toda a padronização e empacotamento da produção.  

Já foram entregues um veículo utilitário e um caminhão baú refrigerado. Será criado um site e entregues sete estufas solares e sete casas de fermentação do cacau com os cochos, para o beneficiamento do cacau. Além disso, foi realizada a contratação de dois profissionais, um assistente técnico na gestão (ATEG) e um assistente técnico para atuar na base produtiva (ATER).  

De acordo com o técnico de ATER, José Xavier Costa, a expectativa é que as vendas desse produto aumente a receita da cooperativa em 20% no valor geral e 40% no sistema produtivo do guaraná. “Nosso intuito com o Agito é entrar no mercado que não conseguíamos antes, a região metropolitana é um exemplo. Essa região hoje é ocupada pelo concorrente. Nosso objetivo é o produto entrar nesse mercado e se estabelecer, principalmente, pela nossa qualidade. Quem prova vai querer provar sempre”.  

Hoje são produzidas aproximadamente 60 toneladas de guaraná ano pela Coopafbasul. Essa produção é vendida no mercado interno e externo. Ano passado, a cooperativa exportou 21,2 toneladas de guaraná grão para os Estados Unidos.


Assessoria de Comunicação SDR/CAR 

Leia mais...

Consulta ao dinheiro esquecido em bancos voltará em fevereiro

28 de janeiro de 2022, 09:03

Foto: Reprodução

A consulta ao dinheiro esquecido nos bancos e instituições financeiras voltará em 14 de fevereiro, divulgou nesta 5ª feira (27.jan.2022) o Banco Central. As solicitações de transferências só serão feitas a partir de 7 de março.

O Registrato (Extrato de Registro de Informações) permite que pessoas físicas e jurídicas consultem se têm dinheiro a receber de bancos e outras instituições do sistema financeiro. O lançamento da ferramenta digital foi feito nesta 2ª feira (25.jan.2022).

“sistema valor a receber” teve demanda “muito superior à esperada”, segundo o Banco Central. A quantidade de acessos à ferramenta foi 20 vezes o que é registrado em um dia de alto volume –ou 50 vezes o que é registrado em um dia normal.

As consultas provocaram instabilidade e indisponibilidade do sistema, que foi retirado do ar pelo BC (Banco Central). A autoridade monetária disse que está investindo na ampliação de sua capacidade de atendimento.

A consulta poderá ser feita a partir de 14 de fevereiro. Os pedidos de transferências serão agendados a partir de 7 de março.

“Os cidadãos não devem se preocupar com a manutenção de seus recursos não procurados nesse período. Não há risco de prescrição ou perda desses recursos, que permanecerão guardados pelas instituições financeiras à espera de seus proprietários”, disse o Banco Central.

ALERTAS

O BC disse que não entra em contato com os cidadãos. Solicitou cuidados dos cidadãos com eventuais golpes.

ENTENDA

No 1º dia, o BC registrou que 79.000 pessoas conseguiram consultar o valor. Outras 8.500 fizeram solicitações de devolução de dinheiro, totalizando R$ 900 mil. Os valores serão repassados via Pix, o sistema de pagamentos instantâneos, em até 12 dias úteis.

O Banco Central estima que há R$ 3,9 bilhões disponíveis a 28 milhões de CPFs e CNPJs na 1ª fase. O valor total, que deve ser pago ao longo do ano, equivale a R$ 8 bilhões.

O sistema ainda apresenta instabilidade. O BC disse que está trabalhando para retomar o site “o mais rapidamente possível para que esse valor possa ser transferido para os cidadãos”.

O cidadão ou empresa pode ter dinheiro a receber nos seguintes casos:contas correntes ou poupança encerradas com saldo disponível;

Tarifas e parcelas ou operações de crédito cobradas indevidamente;

Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito;

Recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

Os valores podem ser consultados no Registrato (Extrato de Registro de Informações).

Leia mais...

BC lança serviço que acha dinheiro ‘perdido’ dos brasileiros em bancos

26 de janeiro de 2022, 09:19

Foto: Reprodução

Valores somados chegam a R$ 8 bilhões e são provenientes de situações como contas encerradas com saldo ou tarifas cobradas indevidamente, entre outros

Quem nunca achou por acaso um dinheiro do qual já havia se esquecido no bolso de uma calça ou de um casaco ou num canto pouco acessado da casa, como no fundo de um sofá? Esse hábito do esquecimento também acontece com dinheiro deixado de lado em contas bancárias do passado, que deixaram de ser acessadas.

Existem cerca de R$ 8 bilhões de brasileiros que estão parados em instituições financeiras e que são de direito de brasileiros. Mas não havia forma simples e direta até então de acessar esses recursos. Isso vai mudar com um novo serviço lançado nesta segunda-feira, dia 24 de janeiro, pelo Banco Central.

O novo serviço do Banco Central se chama Registrato — Valores a Receber e está disponível neste site.

Caso tenha valores a receber, o usuário poderá solicitar o resgate de duas formas:

No caso de bancos ou instituições financeiras que aderiram a termo específico junto ao Banco Central: diretamente via Pix na conta indicada pelo beneficiário no Registrato; ou

Nos outros casos, o beneficiário informará seus dados de contato no sistema e o meio de pagamento ou de transferência será informado pela instituição.

Em um primeiro momento, será possível consultar e resgatar valores que, somados, chegam a R$ 3,9 bilhões. São valores a serem devolvidos decorrentes de:

Contas-correntes ou poupança encerradas com saldo disponível;

Tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em termo de compromisso assinado pelo banco com o Banco Central;

Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito;

Os recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

Ao longo deste ano de 2022, está prevista a disponibilização adicional de R$ 4,1 bilhões, de valores decorrentes de:

Tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, previstas ou não em termo de compromisso com o Banco Central;

Contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível;

Contas de registro mantidas por corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários encerradas com saldo disponível;

Outras situações que impliquem em valores a devolver reconhecidas pelas instituições.

Exame Invest

Leia mais...

Apple suspende produção do iPhone

09 de dezembro de 2021, 08:39

Foto: Reprodução

O site japonês Nikkei está  adiantando a notícia de que a Apple suspendeu a produção de iPhones pela primeira vez em 10 anos. De acordo com a informação disponível, a produção esteve suspensa “por vários dias” devido à escassez de componentes que se faz sentir a nível global.

Com a proximidade do Natal, é normalmente nesta altura que as fábricas que se dedicam à produção de iPhones estão funcionando durante um período mais alargado – pagando também horas extra aos trabalhadores.

Porém, não é isso que se tem verificado nos últimos tempos, como refere um dos responsáveis pela produção ao Nikkei. “Devido a ’chips’ e componentes limitados, não fazia sentido trabalhar horas extra e pagar mais aos trabalhadores. Nunca aconteceu antes”, nota este gestor de produção.

A publicação refere que a produção da série iPhone 13 falhou 20% do objetivo enquanto os modelos mais antigos falharam por 25%. A produção do iPad também foi afetada em cerca de 50%. Recordar que a Apple já reduziu as previsões de produção do iPhone 13 e tomou até a decisão de fazer alterações à produção do iPad para dar prioridade ao telemóvel.

Leia mais...

O Brasil na lanterna entre emergentes

22 de novembro de 2021, 08:52

Foto: Reprodução

A economia brasileira terá o pior desempenho entre 12 grandes países emergentes

A economia brasileira deve se ver em posição nada invejável em 2022, pois terá o pior desempenho entre 12 grandes países emergentes, segundo compilação do jornal O Estado de S. Paulo e do Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) com dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) e de cinco grandes consultorias e bancos. As expectativas de Bradesco, Goldman Sachs, Capital Economics, Fitch e Nomura vão de 0,8% a 1,9%.

Já o FMI vê avanço de 1,5%, contra média de 5,1% do mundo emergente.

Entre as nações analisadas, os piores desempenhos, após o brasileiro, são de África do Sul (2,2%) e Chile (2,5%).

Essas perspectivas, porém, podem ser consideradas até otimistas, pois a média das expectativas do economistas do relatório Focus, do Banco Central, está em 0,93% para o PIB. E já há bancos, como o Itaú, prevendo até retração de 0,5% no ano que vem.

Economista para emergentes da consultoria britânica Capital Economics, William Jackson diz que essas nações sofreram com a pandemia e a alta de inflação e juros. “Mas, no Brasil, tudo isso parece um pouco mais extremo”, afirma.

Jackson cita a exposição da economia brasileira ao consumo chinês e problemas estruturais sérios, como a fragilidade das contas públicas nacionais.

Juros

Enquanto o Brasil só faz subir a taxa Selic, na Ásia emergente, por exemplo, os bancos centrais têm conseguido segurar o ritmo de elevação nos juros por terem sentido menor impacto da inflação.

Para a coordenadora do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco, Fabiana D’Atri, há frustração com as reformas e o eventual “furo” do teto de gastos. “O Brasil, relativamente, parece ter recuperação mais modesta”, diz, destacando ao menos um ponto positivo: “Temos recuperação importante no mercado de trabalho.”

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais...

Gás de cozinha chega a R$ 140 em Mato Grosso, e gasolina já encosta nos R$ 8 no RS

08 de novembro de 2021, 21:21

Foto: Reprodução

O gás de cozinha já está custando R$ 140 o botijão de 13 quilos em Sorriso, Mato Grosso, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) referente à semana de 31 de outubro a 6 de novembro. O preço médio no País ficou em R$ 102,48, alta de 0,4% contra a semana anterior.

O último aumento do produto foi realizado pela Petrobras em 9 de outubro, da ordem de 7%. O preço mais baixo encontrado pela ANP foi em Araçatuba, São Paulo, de R$ 75,00 o botijão.

A gasolina comum, na mesma semana, encostou nos R$ 8 o litro em Bagé, no Rio Grande do Sul, atingindo R$ 7,999 o litro. Já o menor preço por litro, de R$ 5,297, foi encontrado em Atibaia, São Paulo. Em média, o preço da gasolina ficou em R$ 6,710 o litro.

Centro das tensões entre o governo e os caminhoneiros, o preço médio do diesel subiu 2,4% em uma semana, refletindo ainda o aumento da Petrobras anunciado em 26 de outubro. Segundo a ANP, o preço médio ficou em R$ 5,339 o litro, sendo o mais caro encontrado a R$ 6,70 em Cruzeiro do Sul, no Acre, e o mais barato a R$ 4,299 em Sumaré, São Paulo.

A Petrobras reajusta os combustíveis dentro de uma política de paridade aos preços de importação, que leva em conta o preço do petróleo no mercado internacional, o câmbio e os custos de importação do produto.

Segundo analistas, apesar de realizar aumentos com frequência, os preços cobrados pela estatal nas refinarias ainda estão abaixo do negociado no exterior, levando a uma defasagem que deve ser aos poucos reduzida, já que o preço do petróleo não para de subir e o real tem se desvalorizado.

Leia mais...

Petrobrás anuncia novo aumento e litro da gasolina fica 7% mais caro a partir desta terça-feira

25 de outubro de 2021, 11:56

Foto: Reprodução

A Petrobrás anunciou nesta segunda-feira (25) um novo reajuste no preço dos combustíveis.

De acordo com a estatal, o litro da gasolina ficará R$ 0,21 mais caro a partir desta terça-feira (26). O preço médio da venda da gasolina para distribuidoras, portanto, passará de R$ 2,98 para R$ 3,19 por litro, o que representa uma alta de 7,04%.

O litro do diesel A, que também sofrerá aumento, ficará R$ 0,28 mais caro. Em um salto de 9,15%, o preço médio passará de R$ 3,06 para R$ 3,34 por litro.

A elevação no custo do diesel deve causar ainda mais descontentamento nos caminhoneiros, que já avaliam entrar em greve em 1 de outubro.

“Esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras”, diz a Petrobrás em nota.

Leia mais...

Petrobras aumenta os preços da gasolina e do gás de cozinha

08 de outubro de 2021, 14:09

Foto: Reprodução

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (8) que vai reajustar o preço da gasolina e do gás de cozinha (GLP) para as suas distribuidoras a partir deste sábado (9). O aumento será de 7,2% em cada produto.

Segundo a companhia, o preço médio da gasolina passará de R$ 2,78 para R$ 2,98 por litro, refletindo reajuste médio de R$ 0,20 por litro.

Para o GLP, o preço médio passará de R$ 3,60 para R$ 3,86 por kg, equivalente a R$ 50,15 por botijão de 13kg, refletindo reajuste médio de R$ 0,26 por kg.

Considerando a mistura obrigatória de 27% de etanol anidro e 73% de gasolina A para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço da gasolina na bomba passará a ser de R$ 2,18 por litro em média, o que corresponde a um aumento de R$ 0,15 por litro.

A Petrobras não anunciou reajuste nos preços dos demais combustíveis. No final de setembro, a estatal reajustou o preço do diesel em 8,89%, após 85 dias de preços estáveis para o combustível.

De acordo com os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE, no acumulado nos últimos 12 meses até setembro, a gasolina subiu 39,6% no país e o gás de botijão avançou 34,67%.

Justificativas da Petrobras

Em seu anúncio, a Petrobras destacou que aplica o reajuste sobre o GLP “após 95 dias com preços estáveis, nos quais a empresa evitou o repasse imediato para os preços internos da volatilidade externa causada por eventos conjunturais”. Já para a gasolina A, o período de estabilidade foi de 58 dias, segundo a empresa.

A companhia afirmou que elevação reflete os patamares internacionais de preços de petróleo, “impactados pela oferta limitada frente ao crescimento da demanda mundial”, e a taxa de câmbio, “dado o fortalecimento do dólar em âmbito global”.

Petróleo e dólar em patamares mais elevados

Nesta quinta-feira, o preço do barril de petróleo Brent – referência internacional – fechou acima em US$ 81,95, renovando máximas de cotação desde o final de 2018. Já o dólar atingiu R$ 5,5160, a maior cotação desde 20 de abril.

De acordo com a Petrobras, esses ajustes “são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras”.

Nesta semana, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) defendeu uma mudança na forma de cálculo de cobrança do ICMS sobre combustíveis numa tentativa para reduzir o preço da gasolina e do diesel. Mas secretários estaduais de Fazenda veem a proposta como um “remendo” e um “puxadinho” que, segundo eles, não resolverá o problema dos preços do combustível e ainda causará perda de receita para os estados.

Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na segunda-feira que o governo discute a possibilidade de capitalizar um fundo de estabilização dos preços de combustíveis com ações da estatal Pré-Sal Petróleo (PPSA) ou com ações que o BNDES tenha na Petrobras.

G1

Leia mais...

Boas Festas!

VÍDEOS