ESPORTES

Relação entre Vitória e administração da Arena Fonte Nova volta a ‘azedar’

23 de agosto de 2019, 07:53

Foto: Reprodução

Rubro-Negro, por meio do presidente, alega que gestora da Arena quer ‘entregar’ estádio para o Bahia; empresa argumenta que clube não aceita termos para novo vínculo – 

O Vitória e a empresa que administra a Arena Fonte Nova, a Fonte Nova Negócios e Participações S.A., chegaram a um ponto onde a relação apresenta extremo desgaste. Com direito a clara impressão que, mediante a atuação situação, um acordo para que o Leão mande partidas no local se torne algo cada vez mais remoto.

Após o clube de Salvador dar a entender que gostaria de voltar a usar o estádio à margem do Dique, o assunto voltou a ser tratado como possível. Porém, um comunicado emitido pelo Vitória na última quarta-feira (21) deu a entender que, em meio as conversas que duram pouco mais de três meses, havia favorecimento unicamente as questões relativas ao arquirrival Bahia, habitual usuário do estádio:

– Salientamos que ao longo de toda negociação, o Esporte Clube Vitória posicionou-se de modo a compatibilizar não apenas a legalidade do uso daquele equipamento frente a uma pretensa ilegal e imoral exclusividade, mas, também de modo a assegurar a rentabilidade econômico e social de todos os partícipes – dizia parte do comunicado.
No mesmo dia, o site da administradora publicou uma nota frisando que não está fechado a negociações e que a falta de acordo até o momento se deu unicamente pela falta de interesse do clube em aceitar os termos possíveis:

– Este ano, no final do mês de abril, o ECV manifestou seu interesse em voltar a jogar na Arena e foi recebido com toda consideração e atenção, reforçando o nosso total interesse em fechar essa possível parceria. Rapidamente, a Arena forneceu ao clube todas as informações necessárias para que o acordo pudesse ser concretizado. Tais informações respeitavam os contratos em vigor, neste caso em específico, o contrato já firmado com o Esporte Clube Bahia, e davam a opção de estabelecer uma parceria a longo prazo ou não. Com base no seu Contrato de Concessão, a Arena Fonte Nova só pode fechar um novo contrato, respeitando a isonomia dos que já estão em vigor. Contudo, o Esporte Clube Vitória não aceita todas as condições previstas no contrato de longo prazo que a Arena dispõe hoje com o Esporte Clube Bahia.

Em sua rede social, o presidente do Leão da Barra, Paulo Carneiro, publicou uma mensagem atacando de maneira dura principalmente o consorcio que administra o estádio chegando a dizer que a situação se trata “de um golpe”.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Para-remador morre após barco virar em treino para o Mundial

22 de agosto de 2019, 16:09

Foto: Reprodução

O atleta tinha 33 anos e se preparava para a sua terceira paralimpíada – 

A Federação Internacional de Remo confirmou nesta quinta-feira a morte do para-remador Dzmitry Ryshkevich, da Bielo-Rússia, durante um treino. Ele faleceu afogado, após o seu barco virar durante um treinamento para o Mundial, que vai ser realizado na Áustria, em Linz.

A entidade gestora do remo citou um comunicado da polícia explicando que o dispositivo de flutuação do barco do atleta, de 33 anos, da Bielo-Rússia havia quebrado.

Embora Ryshkevich tenha se libertado dos cintos de segurança do barco, ele, sem ter mobilidade nas pernas, não conseguiu emergir e afundou nas águas do rio Danúbio, em Linz, na última quarta-feira, quando os salva-vidas tentavam se aproximar.

A polícia disse que o corpo de Ryshkevich foi recuperado pela equipe de resgate mais de duas horas depois. Além disso, explicou que as razões para a quebra do equipamento “ainda é desconhecido e está atualmente sob investigação”.

Ryshkevich estava em preparação para competir no seu terceiro campeonato mundial, que está previsto para começar no próximo domingo. O evento será qualificatório para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, em 2020.

O presidente do Comitê Paraolímpico Internacional, Andrew Parsons, disse que o incidente é uma “terrível tragédia”. “Os pensamentos de todo o movimento paralímpico estão com a família, amigos, companheiros de equipe e com o Comitê Paralímpico Nacional da Bielo-Rússia”, acrescentou o dirigente.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Bruno Henrique entra no top 3 dos maiores artilheiros do ano

22 de agosto de 2019, 11:57

Foto: Reprodução

Atacante foi decisivo para o Flamengo contra o Internacional, marcando dois gols no jogo de ida das quartas de final da Libertadores – 

Responsável por cinco das oito finalizações do Flamengo  contra o Internacional, Bruno Henrique deixou o gramado do Maracanã, nesta quarta-feira, consagrado pelos dois gols marcados na vitória do seu time por 2 a 0. Aliás, fazer gols tem sido comum para o atacante nesta temporada.

Bruno chegou a 18 gols em apenas 37 partida no ano, igualando seu recorde na carreira e se tornando o 3º maior goleador do futebol brasileiro em 2019, entre os jogadores da Série A. O jogador deixou para trás Fred, do Cruzeiro, que balançou as redes em 17 oportunidades.

Agora, o camisa 27 da Gávea está atrás apenas de Gabigol, seu companheiro de ataque, e Gilberto, do Bahia. Veja o top 10:

ARTILHEIROS DO ANO NO FUTEBOL BRASILEIRO – Apenas jogadores da Série A

1º – Gabigol – Flamengo – 24 gols
2º – Gilberto – Bahia – 22 gols
3º – Bruno Henrique – Flamengo – 18 gols
4º – Fred – Cruzeiro – 17 gols
5º – Yony González – Fluminense – 15 gols
Luciano – Fluminense/Grêmio – 15 gols
7º – Daniel Amorim – Avaí – 14 gols
Everaldo – Chapecoense – 14 gols
Ricardo Oliveira – Atlético-MG – 14 gols
10º – Alerrandro – Atlético-MG – 13 gols

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Defesa de CR7 admite ter pago para encerrar caso de estupro

21 de agosto de 2019, 05:42

Foto: MARCO BERTORELLO / AFP

Advogados afirmaram que acordo financeiro foi feito no valor de US$ 375 mil para manter o ocorrido em sigilo. Em 2009, Kathryn Mayorga acusou o português de violência sexual – 

A defesa do craque Cristiano Ronaldo admitiu, nesta terça-feira, ter pago US$375 mil (cerca de R$ 1,5 milhão) para encerrar o caso de estupro do qual o atacante português foi acusado por Kathryn Mayorga, em 2009, em um hotel em Las Vegas.

Um documento revelado pela emissora CNN confirma que os advogados do atacante da Juventus (ITA) repassaram o valor para a mulher manter confidencialidade sobre a acusação.

Os advogados de CR7 apresentaram uma ação de acusação de extorsão contra Mayorda, que será incluída no processo, por violar o acordo feito em 2009. Além disso, a defesa afirmou que ela teria apresentado provas suficientes de capacidade mental ao aceitar os termos do acordo.

Em 2018, Kathryn Mayorda chegou a entrar com um processo para invalidar o acordo feito com a defesa do atacante. Ela argumentou que estaria em “frágil estado emocional” na época e que a defesa do astro português teria se aproveitado disso, obrigando-a a assinar o termo. A Polícia de Las Vegas chegou a reabrir o processo, mas logo foi fechado em julho de 2018.

O jogador se manifestou sobre o caso pelas redes sociais em outubro do ano passado. Cristiano Ronaldo negou as acusações feitas e afirmou que o crime sexual é “abominável e que vai contra tudo o que sou e o que acredito”.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Árbitro de Brasil 1 x 7 Alemanha será treinador na Espanha

20 de agosto de 2019, 12:23

Foto: Reprodução

O mexicano Marco Rodríguez, que se aposentou da arbitragem na goleada alemã no Mineirão em 2014, assumirá o comando do Salamanca.

O mexicano Marco Antonio Rodríguez, de péssima memória para os brasileiros, iniciará uma nova carreira na Espanha. O ex-árbitro, que encerrou sua carreira em 8 de julho de 2014, ao apitar o fim de Brasil 1 x 7 Alemanha na semifinal da Copa do Mundo, no Mineirão, será treinador do Salamanca CF, clube da Segunda Divisão B, equivalente à terceira divisão do futebol espanhol.

Rodríguez, de 45 anos, confirmou a informação que já vinha sendo divulgada no México com uma postagem no avião, rumo à Espanha. “Com convicção do que se espera e do que está por vir”, escreveu no Twitter na segunda-feira, 19.

Ele substituirá seu compatriota José Luis Trejo, que teve sua licença de treinador invalidada pela federação espanhola. Árbitro da Fifa entre 2000 e 2014, Rodríguez trabalhou em três Copas do Mundo (2006, 2010 e 2014). Na última, além do 7 a 1, dirigiu outra recordada partida, o triunfo do Uruguai sobre a Itália, em Natal, marcada pela mordida de Luis Suárez em Giorgio Chiellini.

 

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Daniel Alves cita irresponsabilidade e evita promessas

19 de agosto de 2019, 08:28

Foto: Reprodução

Daniel Alves critica atletas no Brasil e cita irresponsabilidade – 

LUCIANO TRINDADESÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Em sua primeira impressão do futebol brasileiro após 17 anos jogando na Europa, Daniel Alves, 36, disse depois do jogo deste domingo (18), contra o Ceará, que os atletas aqui são mais irresponsáveis em campo e não guardam posição.

Com gol dele, que estreava pelo São Paulo, a equipe venceu por 1 a 0. “Eu vejo, entre aspas, um pouco de irresponsabilidade dos adversários no jogo. Às vezes tem muitos jogadores do mesmo lado, do outro nem tanto. Falta um pouco de posicionamento, mas é porque a equipe está tentando se impor em campo, somar pontos, vitórias e pensar nos objetivos”, afirmou o camisa 10 do São Paulo.

O veterano, de 36 anos, que se consagrou no Barcelona, na Juventus e no PSG jogando, sobretudo, na lateral direita, completou que não vê problema em ser usado como armador, no meio, como foi escalado diante do Ceará.

“São posições que eu domino. Eu joguei muitos anos de meia e atacante, mas construí uma história sendo lateral. Independentemente do lugar que eu jogar, eu consigo entender e que posição do campo eu estou, em que zona do campo estou atuando, para dar o meu melhor.”

Após estrear com gol, Daniel Alves sabe que cumpriu o papel que se esperava dele. Mas com o São paulo a 5 pontos do Santos, líder do Campeonato Brasileiro, ele evitou prometer título ou mais gols. Evitou prometer qualquer coisa, na verdade.

“Não sou político. Não posso prometer nada que não vou cumprir. Prometo só o que posso cumprir, que é minha entrega no dia a dia, minha batalha. Tenho uma estrela diferente, porque sair da roça e conseguir tudo o que eu consegui… Tem uma estrela diferente. É nítido. Vou polir essa estrela para que continue brilhando. O que posso dizer é que não vim para o São Paulo para encerrar a carreira. Vim para lutar e construir uma história aqui e, como em todos os lugares, uma história de vitórias, de conquistas. Esse é meu principal objetivo”, finalizou.   

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

São Paulo confia em regularização para Juanfran atuar no domingo

16 de agosto de 2019, 13:05

Foto: © Rubens Chiri / saopaulofc.net

Juanfran foi anunciado como reforço do São Paulo há duas semanas, em dia 3 de agosto – 

Para o lateral-direito Juanfran ficar à disposição do técnico Cuca para o jogo contra o Ceará, domingo, às 16 horas, no Morumbi, o São Paulo precisa regularizar a situação do espanhol até esta sexta-feira. O clube acredita que o nome do jogador será publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na próxima tarde.

A confiança é tanta na possibilidade de esta inscrição do atleta ser confirmada que o atleta espanhol tem treinado como titular da lateral direita nos últimos dias. Caso aconteça algum imprevisto e ele não seja regularizado a tempo, Igor Vinícius permanecerá na posição.

Juanfran foi anunciado como reforço do São Paulo há duas semanas, em dia 3 de agosto, e chegou à capital paulista quatro dias depois. Como é espanhol, o jogador teve de ir à Polícia Federal para dar entrada no visto de trabalho no Brasil.

Enquanto aguarda a regularização de Juanfran, Cuca já sabe que poderá contar com Daniel Alves. Ele foi anunciado no dia 1º de agosto como reforço e teve o seu nome publicado no BID na última quarta-feira.

A ideia de Cuca é utilizar Daniel Alves no meio de campo e Juanfran na lateral direita. O elenco tem mais dois dias de treinos antes da partida contra o Ceará, que ocupa a nona posição do Brasileirão e vem embalado por duas vitórias na competição. A primeira delas foi obtida sobre o Fortaleza, batido por 2 a 1 no clássico cearense, e a segunda com uma goleada por 4 a 1 diante da Chapecoense, em dois confrontos realizados na Arena Castelão.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Fifa multa Manchester por contratação de jogadores menores de idade

14 de agosto de 2019, 08:12

Foto: Reprodução

O time liderado pelo técnico Josep Guardiola correu o risco de ser proibido de fazer mais contratações – 

AFifa multou, nesta terça-feira, o Manchester City em 370 mil francos suíços (cerca de R$ 1,5 milhão) por ter infringido o regulamento sobre transferências de jogadores menores de 18 anos de idade.

Atual campeão inglês, o time liderado pelo técnico Josep Guardiola correu o risco de ser proibido de fazer mais contratações, mas a Comissão Disciplinar da Fifa afirmou que levou “em conta que o Manchester City FC assumiu sua responsabilidade”. Em março, o Chelsea, também da Inglaterra, foi proibido de contratar jogadores por dois anos.

A entidade que dirige o futebol mundial revelou em um comunicado que o time inglês infringiu, “entre outros”, o artigo 19 do Regulamento sobre o Estatuto e a Transferência de Jogadores.

Em comunicado, a diretoria do clube inglês alegou que interpretou de forma equivocada o artigo. “O clube aceita a responsabilidade pelas infrações que foram resultado de uma má interpretação das regras em questão. Todas as infrações aconteceram antes de dezembro de 2016, quando o erro de interpretação foi registrado. Desde então, o Manchester City vem sendo totalmente correto em suas ações.”

No ano passado, a Fifa absolveu o clube inglês de qualquer irregularidade na contratação do argentino Benjamín Garré, em 2016, vindo do Vélez Sarsfield pouco depois completar 16 anos.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

CBF é multada e Gabriel Jesus é suspenso por dois meses na seleção

08 de agosto de 2019, 04:01

Foto: © REUTERS / Andrew Boyers (Foto de arquivo)

O jogador do Manchester City sofreu a sanção mais dura: foi suspenso por dois meses na seleção – 

AConmebol anunciou nesta quarta-feira punições à seleção brasileira e ao atacante Gabriel Jesus por infrações cometidas na final da Copa América, no dia 7 de julho, no Maracanã, no Rio de Janeiro. O jogador do Manchester City sofreu a sanção mais dura: foi suspenso por dois meses na seleção.

Assim, será desfalque certo nos amistosos contra Colômbia e Peru, nos dias 6 e 10 de setembro. Serão os primeiros jogos do time nacional desde a conquista da Copa América, em solo nacional. O técnico Tite fará a convocação no dia 16, sexta-feira da próxima semana, no Rio.

Gabriel Jesus também foi multado em US$ 30 mil (cerca de 119 mil) em razão do comportamento considerado inadequado durante a final contra o Peru. Expulso de campo na etapa final, após levar o segundo cartão amarelo, ele fez sinal de roubo com as mãos ao deixar o gramado. E, irritado, golpeou o banco de reservas e ainda tentou derrubar a cabine onde ficava o monitor do árbitro de vídeo.

A Conmebol enquadrou o jogador nos itens “b”, “c”, “d” e “e” do Artigo 7 do Regulamento Disciplinar da Conmebol: “comportar-se de maneira ofensiva, insultante ou realizar manifestações difamatórias de qualquer índole”, “violar as pautas mínimas daquilo que se considera como um comportamento aceitável no âmbito do esporte e do futebol organizado”, “insultar de qualquer maneira e por qualquer meio a Conmebol, suas autoridades e dirigentes” e “comportar-se de maneira tal que o futebol, como esporte em geral, e a Conmebol, particularmente, possam parecem desacreditados como consequência deste comportamento”.

O jogador pode recorrer da decisão junto à Câmara de Apelações da Conmebol em um prazo de sete dias. Já no caso da seleção não há chance de recurso. A CBF foi multada em US$ 15 mil (R$ 59,5 mil) ao ser enquadrada no “inciso c” do Artigo 13.2 do Regulamento Disciplinar da Conmebol: “acender chamas, fogos de artifício ou qualquer outro objetivo pirotécnico”. A infração teria sido cometida pela torcida, mas, pelas regras da entidade, são atribuídas à entidade relacionada à equipe mandante.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Torcedor detido por ofender Bolsonaro verá jogo em camarote do Corinthians

07 de agosto de 2019, 13:43

Foto: Reprodução/Facebook

Depois de emitir nota de repúdio à ação policial, clube convidou Rogério Lemes Coelho para assistir a jogo no espaço presidencial da arena em Itaquera. –

Três dias depois de ser detido por policiais militares na Arena Corinthians  por ter ofendido o presidente Jair Bolsonaro, o torcedor alvinegro Rogério Lemes Coelho assistirá ao jogo desta quarta-feira, 7, a partir das 19h15, diante do Goiás, pelo Brasileirão, do camarote presidencial do estádio. O clube, que já havia emitido uma nota contra a ação policial, confirmou que convidou o jovem para conhecer o espaço. 

Rogério Coelho foi levado por policiais militares para prestar depoimento depois de ofender Bolsonaro antes do clássico do último domingo 4, entre o time da casa e o Palmeiras, que terminou empatado em 1 a 1. Segundo o boletim de ocorrência, a atitude foi “para evitar um tumulto”. Na terça-feira, 6, o Corinthians se posicionou e considerou o ocorrido um “atentado às liberdades individuais”. Nesta quarta, o site Meu Timão divulgou imagens do momento em que o torcedor foi detido.

“O clube historicamente reitera seu compromisso com a democracia e a defesa do direito constitucional de livre manifestação, desde que observados os princípios da civilidade e da não violência. A agremiação lembra que diferentes autoridades, entre elas o presidente do clube, já foram alvo de manifestações da torcida durante os mais variados eventos esportivos realizados no local e o episódio caracteriza-se como um grave atentado às liberdades individuais no Estado Democrático de Direito”, escreveu o Corinthians em nota.

Rogério desabafou sobre o caso em suas redes sociais. Publicou a foto do BO no Instagram com a legenda “Ditadura!!”. No Facebook, deu mais detalhes: postou duas fotos, com hematomas no punho e nos dedos de uma das mãos. Disse que estava xingando Bolsonaro, quando levou um “mata-leão”. “Quando eu caí, me algemaram, me levaram para uma sala e ficaram me humilhando”, explicou.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública afirmou que “a conduta foi adotada para preservar a integridade física do torcedor, que proferia palavras contra o presidente da República, o que causou animosidade com outros torcedores, com potencial de gerar tumulto e violência generalizada”.

Rodrigo não respondeu às tentativas de entrevista da reportagem. A delegada Monia Olga Neubern Pescarmona assina o boletim de ocorrência e também foi procurada. A assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública não quis marcar entrevista e se limitou a divulgar uma nota:

“A SSP esclarece que todas as polícias de São Paulo são instrumentos do Estado Democrático de Direito e não pautam suas ações por orientações políticas. Entre as atribuições da Polícia Militar estão: proteger as pessoas, fazer cumprir as leis, combater o crime e preservar a ordem pública. No caso em questão, a conduta foi adotada para preservar a integridade física do torcedor, que proferia palavras contra o presidente da República, o que causou animosidade com outros torcedores, com potencial de gerar tumulto e violência generalizada. A pasta informa que não houve prisão, mas a condução dele por policiais militares ao posto do Juizado Especial Criminal (Jecrim), instalado dentro da Arena Corinthians, onde foi registrado boletim de ocorrência não criminal e depois liberado para voltar a assistir à partida de futebol.”

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Justiça multa Facebook em R$ 6,6 mi por compartilhar dados de usuários

OMinistério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP) decidiu multar o Facebook em R$ 6,6 milhões por compartilhamento indevido de dados de usuários cadastrados na rede social. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta segunda-feira, 30.

A multa, aplicada pelo Departamento de proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão do MJSP, acontece após investigação que identificou “prática abusiva” por parte da empresa de tecnologia, que teria deixado vulneráveis dados de 443 mil usuários.

Segundo nota publicada no site da pasta, “o caso começou a ser investigado após notícia veiculada pela mídia, em 4 de abril de 2018, informando que os usuários do Facebook, no País, poderiam ter sofrido com o uso indevido de dados pela consultoria de marketing político Cambridge Analytica”, que ganhou notoriedade global por ter trabalhado na campanha presidencial de Donald Trump, nos Estados Unidos, e também para a campanha do Brexit, como é conhecido o processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Pelo Twitter, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, destacou a decisão do ministério e afirmou que “as redes revolucionaram a forma pela qual nos comunicamos e expressamos, mas há questões sobre privacidade a serem consideradas”. O Facebook tem dez dias para recorrer da decisão.

VÍDEOS