ESPORTES

Filho de Cafu sofre infarto em campo e morre aos 30 anos

05 de setembro de 2019, 08:35

Foto: Reprodução

Danilo jogava futebol em Barueri; ele chegou a ser socorrido e levado para o hospital, mas não resistiu.

O filho mais velho de Cafu, ex-lateral-direito da Seleção Brasileira, faleceu na noite desta quarta-feira. Aos 30 anos de idade, Danilo morreu após sofrer um infarto enquanto jogava futebol na cidade de Barueri, região metropolitana de São Paulo.
 
Danilo chegou a ser socorrido e levado para o hospital, mas não resistiu. O ex-atacante Paulo Sérgio, companheiro de Cafu no tetracampeonato pela Seleção em 1994, confirmou a informação em contato telefônico com a Gazeta Esportiva.
 
Ao longo de uma premiada carreira, Cafupassou por São Paulo, Zaragoza, Juventude, Palmeiras, Roma e Milan. Um dos maiores campeões de sua geração, o lateral-direito conquistou o tetracampeonato em 1994 e ergueu a taça do penta em 2002 pela Seleção Brasileira.
Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Parceiro de Corinthians e Flamengo é preso pela Polícia Federal

03 de setembro de 2019, 12:44

Foto: Reprodução

Logo da Universidade Brasil, alvo de investigação, estampa a camisa dos times de futebol – 

O dono da Universidade Brasil, José Fernando Pinto da Costa, preso preventivamente nesta terça-feira na Operação Vagatomia, é parceiro financeiro de grandes clubes de futebol, como o Corinthians. Flamengo e Atlético Mineiro. A camisa atual dos três times tem o logo “Universidade Brasil” estampado no ombro dos jogadores. Ele também foi um dos patrocinadores da seleção brasileira de 2017 a 2018.

Resultado de oito meses de investigação, a operação apura um esquema de fraude na concessão do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e na comercialização de vagas e transferência de alunos do Paraguai e Bolívia para o curso de medicina da Universidade Brasil, no campus de Fernandópolis, no interior de São Paulo.

Segundo as investigações da PF, “vagas para ingresso, transferência e financiamentos Fies para o curso estariam sendo negociados por até 120.000 reais por aluno”.  Os investigadores calculam que cerca de 500 milhões de reais em bolsas do Fies e Prouni foram concedidas de forma irregular nos últimos cinco anos.

 

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Time mantido pela Universal proibe brincos e forma para grandes clubes

03 de setembro de 2019, 09:22

Foto: Divulgação

Conta assim o Antigo Testamento: Abraão foi chamado por Deus para conduzir seu povo escolhido a Canaã, a terra prometida, um lugar rico em liberdade e felicidade. Há um ano, essa inspiração bíblica deu origem a um time de futebol: o Canaã Esporte Clube, em Irecê, na Bahia.

A iniciativa é ligada à Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, e surgiu a partir de um projeto assistencial chamado “Nova Canaã”, pensado como um lugar de esperança em meio à pobreza e idealizado a partir de uma reportagem exibida na TV em 1998 sobre a fome do Nordeste.

Em pouco tempo, a equipe formada por jogadores ligados ao projeto já alcança alguns resultados expressivos em campo. Nos bastidores, há uma cartilha de comportamento para jogadores e torcedores, acordo com empresário que já chegou a colocar seis jogadores no Corinthians e planos cada vez mais ousados.

“Nada vos será impossível”?

“O projeto atua no sertão da Bahia desde agosto de 2000. Oferecendo primeiro a educação no período da manhã e à tarde atividades esportivas e culturais. Futebol, judô, capoeira, dança, informática, reforço para quem precisa de reforço. O futebol sempre foi uma atividade. Nós vimos que já tinha alguns meninos se destacando, iam fazer testes no clube e ficavam. Pensamos: ‘por que não organizar um clube e dar uma oportunidade ainda maior?”, diz Leonardo Santos, diretor do projeto Nova Canaã e do Canaã EC.

Orientação é não usar brinco

 

Caio de brinco, mas fora da fazenda, em março

Os treinos do Canaã Esporte Clube ocorrem na fazenda em que fica o projeto assistencial – sete campos de futebol compõem a estrutura esportiva. No mesmo local ficam a escola, as plantações e também o centro religioso. Segundo apurou o UOL Esporte, os garotos não são obrigados a frequentar cultos. A maioria acaba indo por estímulo dos outros, mas não há registro de quem tenha sido punido por se ausentar. O goleador do clube, aliás, não é evangélico.

Em contrapartida, algumas orientações de comportamento são conhecidas. O uso de brincos pelos meninos, por exemplo, é vetado. “Todo lugar tem regras, né? Lá não pode usar brinco dentro da fazenda, porque é lugar que tem igreja. É a única coisa, assim, que eu não vi em outros clubes, que eles limitam. Mas é só dentro da fazenda. Saindo de lá você pode botar seu brinco tranquilo”, diz o atacante Caio Jambeiro, artilheiro do Canaã na Série B do Campeonato Baiano, com três gols, e autor do primeiro gol da história do clube em um jogo oficial.

Há orientações sobre não falar palavrões em campo ou cometer muitas faltas nos adversários. Os xingamentos também estão vetados para os torcedores, pois não combinariam com o cristão. “Nós acreditamos que tudo na vida tem que ter disciplina para a pessoa ser bem-sucedida, então fazemos palestras sobre a vida e o desenvolvimento humano. Temos algumas regras, mas trabalhamos tão bem antes do campo que eles acabam assimilando. Até porque muitos têm origem humilde e nunca tiveram outro tipo de influência”, diz Leonardo Santos, à frente do projeto há seis anos.

Por ser um time novo, o Canaã ainda não tem uma base firme de torcedores. Aí que entra a Igreja Universal e a força de 9 milhões de adeptos pelo mundo. Durante a participação na Copa BH Tributarium em Minas Gerais, em julho, os jogadores do time sub-17 tiveram grande torcida de membros da FJU (Força Jovem Universal), grupo social da IURD em Belo Horizonte. Nenhum outro time teve apoio tão forte.

“Eu vejo que a torcida considera mais a parte social que o projeto exerce do que em si o futebol. Isso acaba trazendo pessoas, porque elas torcem pela instituição, querem que cresça pelo bem que fazemos na região. As pessoas torcem para a gente e para mim isso é o mais legal de tudo: ver a torcida aparecendo do nada por ser apoiadora do projeto”, diz o diretor Leonardo Santos.

 

 

Parceria com empresário de Pedrinho

Responsável pela carreira do meia Pedrinho, que está entre os principais destaques do Corinthians na temporada, o baiano Will Dantas é o empresário responsável por criar oportunidades de mercado para os meninos formados pelo Canaã.

“Eu adorei o projeto, vi que tem futuro. Agora quem se destacar lá eu mesmo coloco nos clubes”, diz o agente, que vê a influência da Igreja Universal como positiva na vida dos jovens jogadores.

“Já tive problemas com garotos que quando estão no clube com contrato mudam radicalmente a maneira de ser, perdem a humildade, não respeitam mais. Os garotos da Igreja têm convivência com bispo, com as pessoas mais velhas, e o respeito é maior”, conta Will Dantas, que já encaixou um menino ex-Canaã chamado Rogério Feijão no sub-17 do Palmeiras. 

O Canaã ainda não realizou a venda de nenhum jogador, somente empréstimos com valor de compra fixado. Em dezembro é possível que os primeiros resultados surjam. A ideia, a princípio, é reinvestir o valor no projeto social.

Seis emprestados ao Corinthians

 

Guilherme, Alanderson, Weslei, Iago, Ãngelo Josaphat e Paulo Henrique, ex-Canaã, da base do Corinthians

 

Seis jogadores que têm os direitos econômicos detidos pelo Canaã foram emprestados até dezembro ao Corinthians, sendo dois no sub-17 (Guilherme e Alanderson) e outros quatro no sub-20 (Weslei, Iago, Ângelo Josaphat e Paulo Henrique). Todos têm opção de compra após o empréstimo, em contrato por três temporadas. São parte das primeiras iniciativas comerciais do novo time baiano.

O projeto foi montado em 2018, mas a falta de uma estrutura profissional atrapalhou no começo. Basicamente, empresários buscavam e tiravam jogadores com facilidade da equipe. A promessa é de que não será mais assim.

Hoje, o Canaã conta com time profissional na segunda divisão da Bahia, sub-20 (atual vice-campeão estadual), sub-17 e sub-15, além de categorias menores puxando mais para o lado da recreação. Participou de um torneio sub-17 em Minas Gerais neste ano e deverá estar na Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2020.

 

 

Edir Macedo, Marcelo Crivella e o projeto em Irecê

A história contada sobre a criação do projeto Nova Canaã (que gerou o time de futebol) é de filme. A cidade de Irecê, a cerca de 500 km de Salvador, na Bahia, foi retratada no programa “Repórter Record”, então apresentado por Goulart de Andrade na emissora. Histórias tocantes sobre seca, fome e miséria no sertão baiano estiveram na pauta.

Edir Macedo assistiu ao programa e na sequência entrou em contato com o bispo Marcelo Crivella, que era missionário da Igreja Universal na África há dez anos. A ideia era criar um projeto naquela região da Bahia. Crivella lançou um CD chamado “O Mensageiro da Solidariedade”, que vendeu mais de 1 milhão de cópias e financiou a compra de uma fazenda e o cultivo da terra para que as famílias se organizassem em uma comunidade agrícola autossustentável.

O projeto foi fundado em 2000 e ao longo do tempo foi ampliando sua atuação. Hoje há escola e atendimento a milhares de famílias no local. O incentivo ao esporte de alto rendimento vem daí. Marcelo Crivella hoje é prefeito do Rio de Janeiro.

No mesmo ano do projeto em Irecê, a igreja de Edir Macedo criou um time de futebol chamado Universal Futebol Clube, sediado no bairro de Curicica e que jogou uma temporada na segunda divisão do Campeonato Carioca. A ideia era que o time fosse uma nova forma de evangelização e atração de fiéis, principalmente jovens. Ingressos para jogos eram distribuídos em cultos e o público foi bom. O time é que naufragou, passou longe do acesso e foi logo desfeito. É o que ninguém deseja que se repita.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Flamengo dispara e tem mais de 50% de chance de ser campeão brasileiro

02 de setembro de 2019, 10:51

Foto: CR do Flamengo

Com a imponente vitória por 3 a 0 sobre o Palmeiras, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo tornou-se ainda mais “favoritaço” a faturar o troféu.

De acordo com as fórmulas matemáticas do FiveThirtyEight, site parceiro da ESPN, o Mengão agora tem 53% de probabilidade de levantar a taça.

 Jogadores do Flamengo comemoram gol sobre o Palmeiras, pelo Brasileirão

E apesar de ter caído para a 4ª posição com o revés no Maracanã, o Verdão ainda aparece como 2º colocado no ranking das probabilidades de título.

Já o Santos, que está empatado em pontos com o Fla, mas fica na 2ª posição do Brasileiro por conta do saldo de gols, completa o pódio do FiveThirtyEight.

São Paulo e Corinthians são os outros dois clubes que possuem chances mais palpáveis de celebrarem o título do Campeonato Brasileiro em dezembro, mas com probabilidades bem menores que Flamengo, Palmeiras ou Santos, de acordo com as projeções matemáticas.

Confira o ranking completo :

1. Flamengo: 53% 
2. Palmeiras: 23% 
3. Santos: 17% 
4. São Paulo: 2% 
5. Corinthians: 2%

Todos os outros times têm menos de 1% de chance de título.

Rodada a rodada

Os dados estatísticos do FiveThirtyEight são atualizados jogo a jogo, o que alteram as projeções de todas as equipes a cada partida.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Dois torcedores são socorridos após queda em arquibancada no Morumbi

31 de agosto de 2019, 14:08

Foto: Reprodução

Iago de Melo atingiu torcedora, que também foi hospitalizada, no anel inferior do estádio em jogo entre São Paulo e Grêmio – 

Um torcedor caiu da arquibancada superior do estádio do Morumbi, na manhã deste sábado, 31, durante a partida entre São Paulo e Grêmio, válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Iago de Melo Reis sofreu uma queda do anel superior do estádio e atingiu uma outra torcedora, menor de idade, que estava nas arquibancadas inferiores.

Iago de Melo Reis sofreu uma queda do anel superior do estádio e atingiu uma outra torcedora, menor de idade, que estava nas arquibancadas inferiores.

Duas ambulâncias deixaram o estádio, seguindo caminhos diferentes. Em sua conta oficial no Twitter, o São Paulo afirmou que eles estavam conscientes e realizarão exames médicos em hospitais da região. “O clube prestará a assistência necessária a ambos”, diz a publicação. 

São Paulo e Grêmio fizeram a abertura da 17ª rodada do Brasileirão, e empataram sem gols. O time paulista subiu para os 31 pontos, subindo, momentaneamente para a terceira colocação. Flamengo e Santos lideram com 33 pontos. O time carioca, na primeira posição, leva vantagem no saldo de gols. Os gremistas, por sua vez, ocupa, agora, a 11ª posição, com 22 pontos.

Esta não foi a primeira vez que um torcedor se acidentou no Morumbi. Em 2016, em uma partida contra o Atlético-MG, pela Libertadores, uma grade no anel inferior do estádio se rompeu, derrubando um grupo de pessoas no fosso. A partida chegou a ser paralisada para o atendimento dos são paulinos.

No ano seguinte, em 2017, antes de um clássico entre São Paulo e Corinthians, pelo campeonato paulista, o são paulino Bruno Pereira da Silva também caiu do anel superior. Ele foi socorrido e levado para o pronto socorro do Campo Limpo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Disputa pela ponta do Brasileiro é marcada por inconsistência

26 de agosto de 2019, 07:30

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Aproveitando má fase do Palmeiras e empate do Santos, Flamengo assume a liderança do Campeonato – 

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A retomada do Campeonato Brasileiro após a realização da Copa América tem sido marcada por inconsistência dos times que estão na briga pela liderança.

Após o Palmeiras entrar em má fase e perder a ponta três rodadas após a volta da competição, em 13 de julho, agora foi a vez de o Santos pagar o preço da oscilação.

Neste domingo (25), a equipe santista cedeu o empate diante do Fortaleza na Vila Belmiro mesmo depois de ir para o intervalo com uma vantagem de 3 a 0. Marinho, Jorge e Eduardo Sasha marcaram para o time da casa.

Na segunda etapa, porém, Wellington Paulista (duas vezes) e Tinga, aos 49 minutos, deixaram tudo igual. Foi o terceiro jogo seguido sem vencer do time comandado por Jorge Sampaoli (havia perdido do São Paulo e do Cruzeiro).

Coube ao Flamengo aproveitar a chance para assumir a liderança do Brasileiro pela primeira vez nesta temporada, após derrotar o Ceará por 3 a 0 fora de casa. Com os mesmos 33 pontos do Santos, tem melhor saldo de gols (17 a 11).

Outro time que poderia encostar na liderança, o São Paulo perdeu para o Vasco em São Januário por 2 a 0 (gols de Talles e Fellipe Bastos). A equipe do técnico Cuca viu seu embalo na competição ser freado após cinco vitórias consecutivas. Com a sexta, teria igualado Santos e Flamengo em pontuação.

Quem também enfrenta má fase na disputa pelo topo é o Palmeiras. Desde a retomada do Brasileiro, o time de Luiz Felipe Scolari perdeu um jogo e empatou cinco. Dessa forma, viu uma vantagem que parecia confortável escapar e atualmente ocupa a terceira posição na classificação.

 

Sua partida na 16ª rodada, contra o Fluminense, foi adiada para o dia 10 de setembro em razão do confronto de volta das quartas de final da Libertadores, contra o Grêmio, marcado para terça-feira (27).Entre os times que vêm um pouco mais atrás, a oscilação também tem sido inimiga.

Poupando titulares, o Corinthians empatou com o lanterna Avaí fora de casa, em 1 a 1. Richard Franco e Vagner Love fizeram os gols da partida. O time paulista tem 28 pontos, 1 à frente do Atlético-MG, que também poderia ter se aproximado dos líderes não fosse o revés em casa contra o Bahia no sábado (24).

No jogo entre Vasco e São Paulo, o árbitro Anderson Daronco paralisou neste domingo (25) o jogo por conta de gritos homofóbicos no estádio São Januário, no Rio de Janeiro. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) determinou na última segunda (19) que atitudes homofóbicas em estádios poderão fazer com que as equipes mandantes percam os pontos das partidas.

Os clubes receberam uma carta, assinada pelo procurador-geral Felipe Bevilacqua, com esse aviso. Casos como esse podem ser enquadrados, segundo o procurador, no artigo 234-G do código disciplinar: “Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Árbitro relata homofobia em jogo e Vasco pode perder pontos

26 de agosto de 2019, 05:41

Foto: Reuters

Anderson Daronco relatou a ocorrência de um ato homofóbico praticado pela torcida do time carioca em jogo contra o São Paulo – 

Oárbitro Anderson Daronco relatou neste domingo na súmula da partida entre Vasco e São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, em São Januário, a ocorrência de um ato homofóbico praticado pela torcida do time carioca. No segundo tempo, parte do público presente entoou o canto “time de v…”, atitude que pode render punições, como a perda dos pontos conquistados dentro de campo.

A súmula, publicada no site da CBF, consta que o árbitro inclusive paralisou a partida para interromper o canto homofóbico. “Aos 19 minutos do segundo tempo, a partida foi paralisada para informar ao delegado do jogo e aos capitães de ambas as equipes a necessidade de não acontecer novamente e para informar no sistema de som do estádio o pedido para que os torcedores não gritassem mais palavras homofóbicas”, diz o texto.

Daronco conversou primeiramente com o técnico do Vasco, Vanderlei Luxemburgo, que prontamente se virou para as arquibancadas e pediu para os torcedores pararem com as manifestações. Dentro de campo, a equipe carioca venceu por 2 a 0, com gols no segundo tempo marcados por Talles Magno e Fellipe Bastos e se afastou das últimas posições na tabela.

A ocorrência de atos homofóbicos pode punir os clubes a partir desta rodada. Na segunda-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) recomendou que as atitudes preconceituosas passassem a ser relatadas. Os casos podem render a perda de três pontos, pois devem ser enquadrados no artigo 243-G do Código Disciplinar (praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência).

Na última semana, o Estado procurou os 20 clubes da Série A. A maioria deles manifestou ser contra receber punição por atitudes da torcida e prometeu realizar campanhas de conscientização para não correr o risco de possíveis penalidades. Em nenhuma outra partida da rodada foi registrada até agora um outro incidente do mesmo tipo.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina realiza a 34ª Corrida Duque de Caxias

25 de agosto de 2019, 11:23

Foto: Reprodução - Arquivos pessoais

Na manhã deste domingo (25), Jacobina recebeu a 34ª edição da Corrida Duque de Caxias. O evento, que faz parte do calendário esportivo da cidade e da Bahia é realizado pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Esporte e Lazer, contou com mais de mil e 300 inscritos.

Os vencedores das provas masculina e feminina, de 10 km, foram os atletas Marcos Fernandes da Cruz, de 35 anos (equipe JC Corb) e  Marily dos Santos, de 41 anos (equipe Ferbase), respectivamente.

Uma das mais tradicionais corridas de rua do Brasil, a Duque de Caxias de Jacobina, outrora respeitada e literalmente disputada por atletas de todo o país e até mesmo do exterior, tem sido apequenado a cada ano e corre o risco de cair no ostracismo.

Até este sábado (24), véspera da competição, poucas pessoas sabiam da sua existência. Ao contrário de outros anos, chamou atenção a tímida empolgação da cidade em relação ao evento, aquele, que já foi cogitado em fazer parte do seleto grupo de grandes acontecimentos do Guinness Books, o Livro Mundial dos Recordes, pela quantidade de troféus distribuídos em uma única prova,

A chegada apoteótica dos atletas no Estádio José Rocha, com a Esquadrilha da Fumaça da Força Aérea Brasileira (FAB) e paraquedistas proporcionando inesquecíveis espetáculos no ‘céu’ de Jacobina estão apenas nas lembranças. A mudança do local da chegada para a parte externa do estádio desagradou atletas e grande parte da população que lotava as dependências da maior arena esportiva da Chapada Diamantina.

Florentino Cardozo de Assunção Sobrinho

HISTÓRIA – Criada em 1981, pelo então sargento EB Florentino Cardozo de Assunção Sobrinho, a competição chega este ano em sua 34ª edição, com muitas histórias para contar. A primeira Duque de Caxias, edição municipal, aconteceu no dia 30 de agosto de 1981, tendo como participantes apenas atletas do sexo masculino. Inscreveram-se e participaram da primeira edição da Corrida apenas 302 homens, sendo todos os corredores jacobinenses. João Batista dos Santos foi o primeiro vencedor da prova, seguido por Simplício Vida que se tornou bicampeão ao vencer as duas competições seguidas. As mulheres participaram pela primeira vez em 1983. A corrida tem este nome em referência ao Patrono do Exército Brasileiro.

O prefeito de Jacobina, quando aconteceu a primeira corrida (1981), era o médico Flávio Mesquita Marques, considerado um dos principais apoiadores por acreditar no que naquele momento era um embrião. A repercussão da primeira prova foi tão positiva que no ano seguinte, em 29 de agosto de 1982, aconteceu a sua segunda edição. A aglomeração de pessoas nas ruas foi bem maior, houve a participação efetiva de 394 corredores masculinos, e foram disponibilizados 49 troféus para serem entregues aos vencedores da prova. Neste segundo momento o prefeito já era Carlos Pires Daltro (Doutor Carlito), considerado também como um dos grandes apoiadores e incentivadores do evento. A terceira edição da corrida, com caráter ainda municipal, em 28 de agosto de 1983, contou com a participação de 409 corredores e pela primeira vez teve a participação feminina como atletas corredoras.

Em 1995 a corrida pleiteou uma vaga no Livro dos Recordes, devido a entrega de 410 troféus na sua 11ª edição. Pesquisando outras provas no mundo, Capitão Assunção descobriu a possibilidade de inscrever a corrida nesse quesito, uma vez que nenhuma competição da mesma natureza superava a Duque de Caxias de Jacobina em número de troféus, a mais próxima era uma prova em Barcelona, na Espanha, com 222 troféus distribuídos. O Guinness Book chegou a solicitar documentos que comprovassem o feito, a papelada foi enviada, inclusive pela Federação Baiana de Atletismo, mas nunca houve uma resposta.

 Dado ao grande número de expectadores, o prefeito Carlito Daltro, sugeriu que o local de chegada da prova fosse transferido da Praça Rio Branco para o recém-reformado Estádio José Rocha (O Carlitão da época).

Nos anos 90 começaram os shows aéreos da Esquadrilha da Fumaça e paraquedistas, um espetáculo que lotava os hotéis na semana da corrida, com a população alugando também suas casas para suprir a grande demanda.

Os maiores vencedores da prova é o atleta jacobinense “naturalizado”, Giomar Pereira e Marily dos Santos. Entre outros renomados e famosos atletas que participaram da Corrida Duque de Caxias estão: Florindo Correia (ex-campeão baiano e do nordeste), João Fantasma (ex-campeão baiano), João da Mata (vendedor da São Silvestre, Campeão Brasileiro e Pan-americano), José Nascimento (Equipe do Cruzeiro de BH) e um grupo de corredores internacional, oriundos da República do Quênia, na África Oriental.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Medina, Mineirinho e Filipinho avançam na abertura da etapa do Taiti

25 de agosto de 2019, 07:56

Foto: Pedro Nunes/Reuters

Medina teve desempenho discreto em sua estreia, mas conseguiu avançar uma etapa – 

Após três dias de poucas ondas e condições desfavoráveis, a etapa do Taiti do Circuito Mundial de Surfe teve início neste sábado. E os brasileiros não decepcionaram em Teahupo’o. Gabriel Medina, Filipe Toledo e Adriano de Souza, o Mineirinho, avançaram direto à terceira fase da sétima etapa da temporada.

Bicampeão mundial, Medina teve desempenho discreto em sua estreia, logo na bateria de abertura da competição. Com 6,13, ele foi superado pelo australiano Soli Bailey (9,50), mas bateu o compatriota Peterson Crisanto (0,77). Assim, não teve problemas para avançar neste início de etapa, nas ondas abaixo do esperado deste sábado.

Melhor brasileiro no ranking da temporada, Filipinho também ficou em segundo lugar em sua bateria. Foi batido pelo francês Joan Duru (9,37), mas, com 8,70, o segundo colocado do ranking superou o havaiano Tyler Newton (3,54).

Também na briga pelas primeiras posições do campeonato, Italo Ferreira foi o único brasileiro a vencer uma bateria neste sábado. Com 12,16, deixou para trás o francês Kauli Vaast (7,07) e o havaiano Sebastian Zietz (1,20). Ele ocupa atualmente o quarto lugar na temporada.

Dono de um título mundial, Mineirinho ficou em segundo lugar em sua disputa, sendo superado pelo japonês Kanoa Igarashi (8,83). Com 5,50, o brasileiro ganhou do compatriota Caio Ibelli (3,70), que precisará passar pela repescagem neste domingo, assim como Crisanto, Michael Rodrigues e Jessé Mendes.

Jadson Andre, Yago Dora, Deivid Silva e Willian Cardoso também avançaram em suas baterias. Eles devem cair na água neste domingo a partir das 14 horas (horário de Brasília), na próxima chamada da competição.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Felipe Melo pega 4 jogos de suspensão por agredir adversário

23 de agosto de 2019, 14:29

Foto: Adriana Spaca/FramePhoto / Gazeta Press

Palmeiras tem uma baixa importante para a sequência do Campeonato Brasileiro. Expulso no empate contra o Bahia no último dia 11, o volante Felipe Melo foi suspenso por quatro partidas da competição, em decisão unânime durante julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, na manhã desta sexta-feira. O clube vai recorrer da decisão.

Felipe Melo foi denunciado no artigo 254-A, por “praticar agressão física”, e corria o risco de ficar até 12 jogos fora de atuação. Durante seu depoimento, ele negou qualquer tipo de maldade ou intenção de atingir o rosto do atacante Lucca. No lance, o jogador acertou o adversário com o braço e recebeu cartão vermelho do árbitro Igor Junio Benevuto.

Dessa forma, caso não haja revisão da punição, o volante pode ser desfalque nas partidas contra Flamengo (1º de setembro, no Rio), Goiás (dia 7, em Goiânia) e Fluminense (dia 10, no Allianz Parque) – ele já cumpriu um jogo de suspensão, portanto, restariam esses três compromissos. O clube deseja recorrer para dar condição de jogo para o confronto contra o Rubro-Negro.

Depois dessa expulsão, ele voltou a receber o cartão vermelho contra o Grêmio, na última terça-feira, pelas quartas de final da Libertadores. Essa foi sua quarta expulsão desde a chegada ao clube paulista, em 2017. Dessa forma, ele será desfalque para a partida de volta, que acontece na próxima terça, às 21h30 (de Brasília), no Pacaembu.

 

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Justiça multa Facebook em R$ 6,6 mi por compartilhar dados de usuários

OMinistério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP) decidiu multar o Facebook em R$ 6,6 milhões por compartilhamento indevido de dados de usuários cadastrados na rede social. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta segunda-feira, 30.

A multa, aplicada pelo Departamento de proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão do MJSP, acontece após investigação que identificou “prática abusiva” por parte da empresa de tecnologia, que teria deixado vulneráveis dados de 443 mil usuários.

Segundo nota publicada no site da pasta, “o caso começou a ser investigado após notícia veiculada pela mídia, em 4 de abril de 2018, informando que os usuários do Facebook, no País, poderiam ter sofrido com o uso indevido de dados pela consultoria de marketing político Cambridge Analytica”, que ganhou notoriedade global por ter trabalhado na campanha presidencial de Donald Trump, nos Estados Unidos, e também para a campanha do Brexit, como é conhecido o processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Pelo Twitter, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, destacou a decisão do ministério e afirmou que “as redes revolucionaram a forma pela qual nos comunicamos e expressamos, mas há questões sobre privacidade a serem consideradas”. O Facebook tem dez dias para recorrer da decisão.

VÍDEOS