Casais devem usar máscaras durante o sexo, afirma estudo de Harvard

03 de junho de 2020, 08:27

A prática sexual responsável requer, agora, proteção extra (Foto: Reprodução)

Sabemos que, para nos protegermos de doenças sexualmente transmissíveis, devemos usar preservativo durante o ato sexual. Agora, em contexto de pandemia, talvez seja necessária uma proteção extra. Um novo estudo da Universidade de Harvard diz que a prática acarreta algum risco de transmissão do SARS-CoV-2 e recomenda – entre outras medidas – o uso de uma máscara.

A pesquisa, publicada no Annals of Internal Medicine, classificou situações com base na probabilidade de contrair o novo coronavírus durante o ato. Assim, os pesquisadores recomendam usar uma máscara para o cenário sexual mais arriscado: sexo com pessoas que não sejam aquelas com quem vive.

Para a mesma situação, o estudo diz que, além de manter a máscara, deve evitar o beijo, qualquer ato oral-anal e qualquer outra coisa que envolva sémen ou urina. Tome banho antes e depois e limpe o espaço com  com álcool ou sabão. 

O estudo também menciona que fazer sexo com pessoas que estão juntas na mesma casa é mais seguro, mas ainda existe um risco. 

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS