Calendário de 2020 estará recheado de feriados prolongados

22 de dezembro de 2019, 12:27

O ano de 2020 dos brasileiros contará com nove feriados em seu calendário nacional. (Foto: Reprodução)

O ano de 2020 dos brasileiros contará com nove feriados em seu calendário nacional. Destes, seis são prolongados. A maioria dos dias irão cair em sextas-feira, terças-feiras e segundas-feiras quando a possibilidade de emendar é maior.

A quantia ainda pode aumentar dependendo das datas festivas referentes aos estados e municípios. Nas somas de um paulista, por exemplo, entram ainda Dia da Consciência Negra (20 de novembro), Aniversário da Cidade (25 de janeiro), Revolução Constitucionalista (09 de julho), Carnaval (25 de fevereiro) e Corpus Christi (11 de junho).  Os dois últimos são comuns em muitas regiões brasileiras e chegam a serem confundidos com feriados nacionais, porém, não são. Dessa forma, um paulista contaria com catorze folgas durante o ano que vem.

Ficou curioso para programar suas viagens e folgas para 2020? Confira os feriados nacionais que estão listados abaixo e pesquise o calendário da sua cidade e seu estado para conferir suas chances.

Confira os feriados nacionais de 2020:

  • 1º de janeiro (quarta-feira): Confraternização Universal
  • 10, 11 e 12 de abril (sexta-feira a domingo): Paixão de Cristo (dia 10)
  • 21 de abril (terça-feira): Tiradentes
  • 1º, 2 e 3 de maio (sexta-feira a domingo): Dia Mundial do Trabalho (dia 1º)
  • 5, 6 e 7 de setembro (sábado a segunda-feira): Independência do Brasil (dia 7)
  • 10, 11 e 12 de outubro (sábado a segunda-feira): Nossa Senhora Aparecida (dia 12)
  • 31 de outubro, 1º e 2 de novembro (sábado a segunda-feira): Finados (dia 2)
  • 15 de novembro (domingo): Proclamação da República
  • 25, 26 e 27 de dezembro (sexta-feira a domingo): Natal (dia 25)

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS