Brasil é o 61º melhor país do mundo para viver

21 de dezembro de 2020, 15:07

O país registrou baixo desempenho em inclusão social, educação e segurança pessoal (Foto: Reuters )

O Brasil é, de acordo com o Índice de Progresso Social 2020, o 61.º melhor país do mundo para viver, atrás de países da América do Sul como Chile (34.º), Uruguai (38.º), Argentina (41.º) e Peru (59.º).

índice desenvolvido pela Social Progress Imperative, uma organização norte-americana sem fins lucrativos, e divulgado pela Deloitte, indica que o Brasil baixou 0,84 pontos num ranking de 163 países.

O país evidencia uma baixa performance nos indicadores de Educação, que teve uma pior posição que o ano anterior, seguido de segurança pessoal, onde políticas de extermínio e tortura ficaram em evidência no ranking. Inclusão social também foi um dos pontos que fez a nota do país baixar.

Em ponto que o Brasil ficou em destaque, a luta contra a fome foi um dos únicos tópicos que o país teve bom desempenho.

Saliente-se que este indicador classifica a performance social de 163 países ao longo de sete anos (2014-2020), analisando 50 indicadores relativos, como Nutrição, Habitação, Segurança, Educação, Saúde, Direitos Humanos e Inclusão.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS