Bahia: O sistema produtivo da apicultura é impulsionado no município de Santa Terezinha

09 de novembro de 2020, 10:05

A implantação da UPPA se deu através de edital, em parceria entre o Governo do estado da Bahia e o Ministério da Integração (MI) (Foto: Ascom/Adab)

O Governo da Bahia, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Superintendência de Agricultura Familiar (SUAF) e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), implantou a Unidade de Processamento de Produtos das Abelhas (UPPA), da Associação dos Apicultores de Santa Terezinha (AAST) e entregou 32 kits de produção, compostos por 320 colmeias e demais equipamentos e materiais.

A AAST está localizada na Fazenda Reunidas Boiadeira, localizada no município de Santa Terezinha, Território de Identidade Piemonte do Paraguaçu. O município possui aproximadamente 70 apicultores, com uma média de 30 colmeias por apicultor. Atualmente o município possui mais de 2 mil colmeias com capacidade de produção de mais de 40 toneladas de mel/ano. De acordo com o IBGE (2019) o município de Santa Terezinha produziu 5,5 toneladas de mel. A apicultura destaca-se dentre as principais atividades econômicas em ascensão da cidade.

A implantação dessa UPPA permitirá o processamento de produtos das abelhas na região, qualificando a produção, agregando valor, possibilitado o acesso dos produtos ao mercado, melhorando a renda e a qualidade de vida das famílias envolvidas. A ausência dessa unidade de beneficiamento no município era considerada um dos principais entraves para a expansão do processo produtivo e a comercialização desses produtos.

A implantação da UPPA se deu através de edital, em parceria entre o Governo do estado da Bahia e o Ministério da Integração (MI), com o total de investimentos de 241 mil e 200 reais.

“A implantação dessa UPPA no município de Santa Terezinha é mais uma demonstração do compromisso do governo do estado da Bahia através da Secretaria de Desenvolvimento Rural com a qualificação do sistema produtivo da apicultura”, destaca Vinícios Videira, superintendente da Agricultura Familiar, informando em seguida que “a Associação dos Apicultores de Santa Terezinha além do registro de inspeção de produtos de origem animal concedido pela ADAB, também possui o Selo de Identificação de Produtos da Agricultura Familiar (SIPAF/BA) concedido pela SUAF, o que permite maior agregação de valor e acesso a mercado aos produtos da agricultura familiar do nosso estado”, ressalta Videira.

Quem comemora o apoio do Governo da Bahia aos produtores é o vice-presidente da ASST, José Lopes, “Os nossos produtos não possuíam marca, estavam invisíveis para o mercado, não possuíam reconhecimento de origem, a nossa Associação não era reconhecida. Mas hoje com a implantação dessa UPPA através do Governo da Bahia nos permitirá acessar ao mercado com nossos produtos qualificados, com registro, selo e marca”, salienta.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS