Bahia inicia vacinação na terça com mais de 370 mil doses de CoronaVac; cerca de 10% da fase 1 será imunizada

18 de janeiro de 2021, 13:33

Doses enviadas pelo Ministério da Saúde imunizarão 188.300 pessoas da fase 1 de grupos prioritários. Segundo secretário de Saúde do estado, vacinação começa na terça-feira (19) (Foto: Reprodução)

A Bahia vai receber 376.600 doses da vacina CoronaVac no final da tarde desta segunda-feira (18), segundo a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). A vacinação começará na terça-feira (19) tanto na capital baiana quanto no estado.

Em duas aplicações, as doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde vão vacinar 188.300 pessoas da fase 1 de grupos prioritários. Essas pessoas correspondem a 10,46% do total do grupo 1, que é de 1,8 milhão de pessoas.

Das mais de 376 mil doses, cerca de 45 mil ficarão em Salvador. O restante, será distribuído para as outras 416 cidades da Bahia. Em resumo:

A Bahia receberá, nesta segunda, 376.600 doses de CoronaVac;

Essas doses imunizarão, em duas aplicações 10,46% (188.300 pessoas) da fase 1 de grupos prioritários no estado;

Vacinação no estado começa a partir de terça-feira (19);

Salvador receberá cerca de 45 mil doses (11% do total).

O plano inicial previa que todos os trabalhadores da área da Saúde e toda a população idosa com 75 anos ou mais fosse vacinado com prioridade.

Além disso, idosos com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência, asilos ou instituições psiquiátricas, e toda a população indígena, aldeados e povos de comunidades ribeirinhas também deveriam ser imunizados na primeira fase.

Como as doses que serão recebidas não é suficiente para todo o grupo prioritário da fase 1, ela será divida. O secretário Fábio Vilas-Boas explica como será a distribuição dentro da 1ª fase de imunização.

“Serão vacinados não todos os profissionais de saúde, mas apenas aqueles que estão diretamente ligados ao atendimento do Covid. Eles serão vacinados dentro dos hospitais. E aqueles idosos que estão mais vulneráveis, que são os que vivem nos asilos, nos abrigos, nas instituições de longa permanência”, disse o secretário em entrevista à TV Bahia.

As doses chegarão pelo aeroporto de Salvador e serão distribuídas para as outras cidades baianas a partir das 22h. Sete aeronaves, entre elas dois helicópteros, e outros 243 veículos serão usados. As vacinas serão levadas, com escolta, para as cidades de:

Barreiras;

Guanambi;

Ilhéus;

Irecê;

Vitória da Conquista;

Paulo Afonso

Petrolina (PE) para Juazeiro (BA);

Lençóis para Seabra;

Porto Seguro.

 

O plano de vacinação da Bahia e de Salvador, que define os grupos prioritários de vacinação, segue os moldes do Ministério da Saúde. Confira:

Grupos prioritários da vacinação

1ª fase

Trabalhadores da Saúde;

População idosa com 75 anos ou mais;

Pessoas com 60 anos ou mais, que vivem em instituições de longa permanência, asilos ou instituições psiquiátricas;

Indígenas, aldeados, povos de comunidades ribeirinhas.

2ª fase

Pessoas de 60 a 74 anos.

3ª fase

Pessoas com comorbidades crônicas;

Tranplantados;

Obesos.

4ª fase

Trabalhadores da educação;

Pessoas com deficiência severa;

Membros das forças armadas;

Membros das forças de salvamento;

Funcionários do sistema carcerário;

População em privação de liberdade;

Trabalhadores do transporte coletivo;

Trabalhadores rodoviários de carga.

Fonte: G1

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS