Bahia: Governador Rui Costa critica vacina extra para fronteiras: ‘discrimina o NE’

21 de julho de 2021, 14:35

Ministério da Saúde distribuirá doses extras a Estados que fazem divisa com outros países. Governador é contra (Foto: Reprodução)

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), fez críticas nesta 4ª feira (21.jul.2021) à decisão do Ministério da Saúde de distribuir doses extras da vacina contra a covid-19 a Estados que fazem divisa com outros países. A medida, segundo o Ministério, visa a restringir a entrada de variantes do coronavírus no Brasil.

Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima e Santa Catarina receberão as doses. Segundo Queiroga, as doses serão suficientes para aplicação em 279 mil pessoas.

“Manifesto indignação com mais uma decisão do Ministério da Saúde, que discrimina o Nordeste e a Bahia na distribuição de vacinas. Ontem informaram que alguns Estados, que fazem divisa com outros países, receberão doses extras, com a justificativa de proteger da variante Delta”, disse no Twitter.

Segundo o governador, a decisão, na prática, significa a redução de envio de doses da vacina a Estados do Nordeste, com a Bahia. Para ele, esse é mais um gesto de “discriminação” do Ministério com a região, que, segundo ele, recebe aviões de fora do país.

De acordo com Rui Costa, governadores do Nordeste não irão aceitar a decisão irão adotar “medidas judiciais” para “dar um basta” ao que ele chamou de “perseguição”.

“Na prática, é diminuir ainda mais o volume de vacinas que vêm para a Bahia e para o Nordeste, que recebem aviões e navios de fora do país. Nós, governadores, não vamos aceitar esta decisão e vamos tomar medidas judiciais para dar um basta a esta perseguição”, disse.

Nessa 3ª feira (20.jul.2021), os governadores do Consórcio Nordeste anunciaram que 1,1 milhão de doses da vacina Sputnik V chegarão ao Brasil na próxima semana, em 28 de julho. Ao todo, 1,6 milhão de doses do imunizante serão importadas pelo grupo.

Em ofício encaminhado ao Ministério da Saúde, na 2ª feira (19.jul.2021), os governadores rebateram a declaração de Queiroga sobre o país não precisar de doses da Covaxin ou Sputnik V para vacinação de adultos até o fim de 2021. Também solicitaram manifestação formal da pasta sobre a retirada da vacina Sputnik V do PNI (Plano Nacional de Imunização).

Nesta 4ª feira (21.jul), o Consórcio Nordeste irá se reunir com Fundo Soberano Russo para tratar sobre o cronograma de chegada das vacinas ao Brasil.

Poder 360

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS