Autor de ataque em Charqueadas diz ter se inspirado no massacre de Suzano

22 de agosto de 2019, 07:44

(Foto: Reprodução)

A ação com machadinha e coquetel molotov deixou quatro estudantes feridos, mas sem risco de vida – 

O adolescente de 17 anos, que atacou a escola estadual Assis Chateaubriand, em Charqueadas (RS), declarou à Polícia Civil que agiu sozinho e que se inspirou no massacre da escola Raul Brasil, em Suzano (SP), no qual oito pessoas foram mortas por dois jovens assassinos que depois se mataram. Na ação de hoje, seis pessoas ficaram feridas, mas sem risco de vida.

As informações são do subchefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Fabio Motta Lopes, que ouviu o garoto antes de ele prestar o depoimento formal aos investigadores. “O nosso foco agora é tentar descobrir a motivação, que ainda não está clara. Mas ele disse de forma preliminar ter se inspirado no episódio de São Paulo e que tinha desavença com um menino da escola”, disse o delegado a Veja.

O jovem era estudante da escola Assis Chateaubriand até 2015. Nesta quarta-feira, ele entrou na escola com três coquetéis molotov e uma machadinha – assim como os atiradores de Suzano, que também portavam uma balestra e um revólver calibre 38.

Segundo a polícia, ele tentou atear fogo na sala do sétimo ano do ensino fundamental. Com o barulho, os alunos fugiram e ele tentou golpeá-los com a machadinha. Foi aí que um professor de educação física interveio, jogou-o no chão e desarmou-o. Ele conseguiu se desvencilhar e fugiu da escola. Quatro alunos atingidos pela machadinha tiveram ferimentos leves e passam bem. Outros desmaiaram, foram atendidos e também estão bem.

No fim da tarde desta quarta-feira, 21, o adolescente se entregou à polícia acompanhado do pai, que é policial militar aposentado. Policiais que presenciaram a cena disseram que ele transparecia estar arrependido.

Segundo o governo, a escola Assis Chateaubriand atende cerca de 700 alunos nos períodos da manhã, tarde e noite e era referência na cidade de cerca de 35.000 habitantes, que fica a 60 quilômetros de Porto Alegre. Em 14 de março, a instituição postou uma imagem no Facebook prestando solidariedade às vítimas da escola de Suzano.

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS