Ativista que denunciou Neymar por homofobia recebe ameaça de morte

12 de junho de 2020, 07:54

O jogador Neymar, depois de uma audiência em uma delegacia no Rio de Janeiro, no dia 6 de junho de 2019 (Foto: Reprodução)

Agripino Magalhães, ativista LGBT+, afirmou que está recebendo ameaças de morte, depois que denunciou Neymar e alguns ‘parças’ pelo crime de homofobia contra Tiago Ramos , ex-namorado de Nadine Gonçalves, mãe do jogador.

O rapaz deu entrada nesta quinta-feira, 11, em um pedido de inquérito no Ministério Público para apurar as ligações que vem recebendo desde que entrou nas Justiça contra o atleta.

“Recebi mensagens pesadas nas redes sociais, mas comecei a ficar assustado mesmo com as ligações telefônicas. As pessoas me ameaçam e demonstram saber da minha rotina, da minha vida. Estou com medo”, contou à colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

Agora, Agripino espera que seu advogado entre com um pedido de medida protetiva caso as ameaças continuem. O ativista pede uma indenização de R$ 2 milhões, que serão destinados a uma ONG LGBTQ+.

ENTENDA O CASO

Na madrugada de 5 de junho, veio à tona um áudio de Neymar falando sobre Tiago Ramos, seu então padrasto, em que xinga o modelo e fala sobre uma suposta briga com Nadine Gonçalves, que fez o rapaz machucar a mão em um vidro.

“Ela está lá com o namoradinho dela, que dá o c*. Ele deu uns tocos no vidro da varanda… e ela fala pra mim que ele tropeçou da escada e foi apoiar, mas da escada para o vidro que está quebrado é muito longe, tá ligado?”, disse ele insinuando que Nadine estivesse correndo perigo mas preferindo acobertar o então parceiro.

Os amigos de Neymar ofereceram ajuda caso ele precisasse e continuaram o papo sugerindo uma vingança contra Tiago. “Vamos matar, enfiar um cabo de vassoura no c* dele”, falou um deles.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS