Após bater o carro, mulher não faz bafômetro e alega que cachorro dirigia o veículo

29 de dezembro de 2020, 18:49

Após bater o carro, mulher não faz bafômetro e alega que cachorro dirigia o veículo (Foto: Reprodução)

Beber e dirigir sempre é uma péssima ideia e, quando se é pego, é melhor confessar o erro e suportar quaisquer consequências dos seus atos. Mas, não para essa mulher, que recusou fazer o bafômetro e ainda afirmou que o cão estava dirigindo seu carro.

Essa desculpa parece ser algo de um filme de comédia, mas realmente aconteceu em Vancouver, no Canadá. De acordo com relatos do NY Post, uma mulher teria batido o carro em uma vala e colocou a culpa de toda a confusão em seu cão.

“A mulher disse à polícia que eram apenas ela e seu cachorro dentro do veículo no momento em que ele foi levado para a vala – e que o cachorro estava dirigindo”, disse o Royal Canadian Mounted Police de Comox Valley em um relatório oficial. “O policial rapidamente desenvolveu a opinião de que a capacidade desta mulher de operar seu veículo motorizado foi afetada pelo álcool.”

A mulher estava aparentemente ilesa e recusou o teste do bafômetro, então ela estava apenas supostamente sob a influência de álcool.

Infelizmente para ela, no entanto, a pena por recusar um bafômetro no Canadá é a suspensão de 90 dias da carteira de motorista. Também não está claro se o cão em questão era realmente grande o suficiente para dirigir o veículo ou se a história é completamente falsa.

Fonte: Per é Pop

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS