Após a reabertura do comércio Jacobina tem uma média de um caso confirmado de coronavírus por dia; agora já são 51

05 de junho de 2020, 15:01

Uma verdadeira 'fervilhação', assim estavam as ruas do centro da cidade com uma movimentação atípica para o período de pandemia do coronavírus (Foto: Notícia Limpa)

Nesta sexta-feira (5), o município de Jacobina chegar ao 51º caso confirmado do novo coronavírus. A informação passada pela Secretaria de Saúde da cidade através do Boletim Diário do Coronavírus, que é publicado todos os dias, a partir das 11 horas, mostra que desde a revogação do decreto que proibia o funcionamento de serviços não considerados não essenciais, o número de casos aumentou consideravelmente.

De sábado, 30 de maio, até esta sexta-feira (5), considerando este primeiro dia como útil, completam 6 dias que todos os estabelecimentos comerciais estão autorizados a funcionar normalmente, do ponto de vista ao horário (das 9 às 18h); o mesmo número de novos contaminados. A média de infectados em Jacobina é de 1 em cada 24 horas, taxa bastante alta considerando o número de habitantes e muito preocupante do ponto de vista do relaxamento da flexibilização do isolamento social.

Conforme informações da Secretaria de Saúde do município os três novos casos foram registrados nos bairros Félix Tomaz, Leader e Serrinha e os testados positivos estão sendo monitorados e cumprirão isolamento domiciliar. 789 pessoas já foram testadas até o momento, com 734 resultados negativos. O número de óbito  pela Covid-19 permanece em 1.

Durante toda a semana foi grande a movimentação nas ruas do centro da cidade, principalmente por moradores de outros municípios que procuram por serviços não oferecidos nos seus locais de origens, por conta das restrições impostas por decretos, inclusive com o fechamento total do comércio, pelos seus gestores.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS