Anderson Silva se naturaliza americano: ‘Acho que este é meu país agora’

24 de julho de 2019, 13:55

(Foto: © Getty)

Anderson Silva tornou-se cidadão norte-americano junto com milhares de outras pessoas em uma cerimônia de naturalização em massa na terça-feira em Los Angeles, nos Estados Unidos.

O ex-campeão do UFC fez seu juramento de cidadania junto com seu filho Kalyl, de 20 anos, e a filha Kaory, de 23. O Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA recebeu cerca de 8 mil novos cidadãos no total, a maioria com origem em México, Filipinas e China.

Muitos acenaram bandeiras dos EUA depois de repetir o juramento de cidadania e encheram a sala de aplausos. Anderson Silva, ao lado da família, cantou o hino nacional, recitando cada palavra com a mão sobre o coração.

O lutador buscou a cidadania por uma década. “Eu me sinto muito feliz. Você sabe, é um ótimo momento para mim e minha família”, disse.

Silva passou os últimos 10 anos morando em Los Angeles, e seus filhos, os últimos sete. “Tudo o que os EUA deram para nós, é hora de retribuir”, afirmou.

O lutador teve o reinado mais longo de um campeão com o título dos médios do UFC, com 16 vitórias consecutivas de 2006 a 2013. Ele é atualmente o 15º no ranking da categoria do UFC.

Silva nasceu em São Paulo, mas cresceu em Curitiba com a tia e o tio, que era oficial da polícia de Curitiba. Ele disse que respeita o Brasil, mas sente que é americano.

“Tenho minha família no Brasil. Tenho minha mãe e meus irmãos no Brasil. Mas acho que este é meu país agora”, afirmou, dizendo ser capaz de fornecer mais oportunidades para sua família nos EUA.

“Ficamos muito empolgados, especialmente com o aprendizado da língua, e estou indo para a faculdade”, disse Kaory.

Também participaram da cerimônia a esposa de Silva, Dayane, e seus outros filhos, João, 14, Gabriel, 22, e Kauana, 18. Eles ainda estão passando pelo processo de naturalização

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS