8 expressões racistas que têm efeito negativo na autoestima negra

22 de novembro de 2019, 14:50

(Foto: Divulgação)

Segundo dados do Sistema de Informação de Mortalidade do Governo Federal, a cada 10 suicídios envolvendo adolescentes e jovens seis ocorreram em negros. No sexo feminino, o risco de suicídio nas adolescentes e jovens negras foi até 36% maior do que nas brancas. Infelizmente o racismo ainda é uma realidade na nossa sociedade e existem alguns termos e expressões racistas que reforçam essa violência simbólica.

Além disso, o racismo tem grande efeito na estética negra, trazendo consequências negativas na autoestima. Com os esteriótipos criados pela sociedade eurocêntrica, fica ainda mais difícil se aceitar quando se está fora do padrão, não é mesmo? Para fugir e até mesmo combater este preconceito estético, movimentos, ativistas e artistas estimulam a exaltação do amor e da autovalorização da população negra.

Talvez você não saiba, mas existem diversos termos que são considerados como expressões racistas e que, muitas vezes, estão disfarçados como “brincadeiras” ou associados como algo negativo. Descubra quais são e evite usá-los.

Descubra algumas expressões racistas que têm efeito negativo na autoestima negra

”Cor do pecado” – Essa expressão é usada como elogio, mas ela pode soar muito racista. Primeiro por estar sensualizando a mulher negra, segundo por utilizar palavra ”pecado” que é algo negativo, principalmente em uma sociedade religiosa como aqui no Brasil.

“Negro de traços finos” – É como se o negro tivesse como incomum, ter traços finos, de estética branca e europeia e por isso é bonito.

“Não sou tuas negas” – Este termo é usado quando a pessoa quer falar que não é alguém que se pode fazer tudo. As escravas eram propriedades dos homens brancos e eram usadas para satisfaze-los sexualmente. Além de racista, essa expressão chega a ser machista.

“Cor de pele” – Com certeza quando você era criança já ouviu falar que aquele lápis rosa claro era ”cor de pele”. Claro que este tom de cor não representa a pele de todos, principalmente em um país com grande miscigenação como o Brasil.

“Cabelo ruim” – Além desse têm vários outros derivados para falar de cabelo afro. Por muitos anos, os negros negavam seu próprio corpo, pelo fato da sociedade impor que cabelos lisos eram o que todos queriam e que crespo era feio.

“Mulata” – Essa palavra era usada na Espanha para se referir aos filhotes nascidos de cavalos com jumentas. Além disso, também remete ao corpo da mulher como uma mercadoria.

“Moreno” – Algumas pessoas acham que em vez de falar ”negro”, pode amenizar o racismo falando ”moreno”, em outras palavras é como querer embranquecer alguém da pele escura.

“Doméstica” – Muitos não fazem ideia do surgimento desta palavra. Os negros eram tratados como animais e precisavam ser ”domesticados”.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS