44 pessoas morrem de intoxicação alcoólica no Irã por acreditarem que bebida cura coronavírus

11 de março de 2020, 12:48

Boato se espalhou no país, onde a venda de álcool é proibida e mais de 200 pessoas já foram internada por fake news (Foto: Reprodução)

Pelo menos 44 pessoas morreram intoxicadas depois de beberem um tipo de álcool adulterado no Irã, durante esta terça-feira, 10. De acordo com um boato que circulava no país, bebidas alcoólicas ajudariam a curar o novo coronavírus.

Na República Islâmica, onde o consumo e a venda de álcool são proibidos, os meios de comunicação locais informam periodicamente intoxicações mortais com álcool contrabandeado.

Segundo a Irna, agência de notícias oficial do país, a província do Juzestão (sudoeste) é a região com o maior registro de mortes por estas intoxicações, registrando 36 óbitos até o momento. Este número equivale ao dobro de vítimas pelo novo coronavírus na mesma província, 18, acrescentou a mesma fonte.

As demais pessoas mortas após o consumo adulterado são das províncias de Alborz (com sete mortos), perto de Teerã, e de Kermanshah. Na segunda-feira, 9, citando um funcionário do hospital local, a Irna acrescentou que outras 218 pessoas haviam sido hospitalizadas pela intoxicação em Ahvaz, a capital do Juzestão.

Ao todo, pelo menos 291 já morreram no Irã por contaminação do Covid-19, elevando o país ao posto de terceiro mais afetado pela doença, atrás apenas da China e da Itália. / AFP

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS