NOTÍCIAS EM DESTAQUE


NOTÍCIA

Vida que segue

03 de janeiro de 2019, 13:08

NOTÍCIA

Que se ame o outro como a si mesmo

27 de dezembro de 2018, 12:58

Mundo/Corrupção

Presidente argentino é convocado a depor por corrupção

11 de dezembro de 2018, 16:56

Recém-nascida é picada 5 vezes por escorpião no cordão umbilical

19 de setembro de 2018, 08:51

Bebê baiana de apenas 3 dias de vida sobreviveu -   Uma bebê recém-nascida, de apenas 3 dias de vida, foi picada cinco vezes por um escorpião-amarelo que estava no cordão umbilical. O caso ocorreu no dia 6 de setembro, na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. A menina foi socorrida e sobreviveu. A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que familiares levaram a bebê para um posto de saúde depois que ela apresentou um aumento da frequência cardíaca, excesso de saliva e recusa alimentar. "Na hora que a médica tirou a roupinha dela, ele estava em cima do cordão umbilical, que nem tinha caído ainda. Ninguém soube explicar como aconteceu isso. Porque antes dela ir para o hospital, eu troquei a roupinha dela três vezes e eu não vi. Ninguém viu. Nem a médica do posto viu. É uma coisa sem explicação. Só Deus para explicar", disse Fernanda Ferreira dos Santos, a mãe da bebê, de 25 anos. p A menina teve alta no dia 9 de setembro, após passar três dias internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo o laudo médico, seis ampolas do soro antiescorpiônico foram aplicadas na recém-nascida. A mãe da bebê revelou ao G1 que a casa onde morava estava infestada por escorpiões. A história comoveu um empresário de Vitória da Conquista, que doou 6 meses de aluguel para a família. O homem também deu um emprego ao pai da menina. "Nem sei explicar, só agradecer a Deus pelo grande milagre que ele fez na vidinha dela e na minha pela segunda vez. São dois milagres na vida de minhas filhas. Os médicos não deram expectativa de vida para minha outra filha e hoje ela já tem 7 anos. Graças a Deus", disse Fernanda.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Especialista explica os sintomas e como tratar depressão e ansiedade

19 de setembro de 2018, 08:37

(Foto: Divulgação)

Quanto aos fatores mais comuns que podem desencadear uma depressão ou ansiedade estão as condições genéticas, disfunções físicas, além de traumas, estresse e perdas -  Desde 2014, é realizado no Brasil o Setembro Amarelo – campanha de combate à depressão. De acordo com os últimos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão afeta 322 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, cerca de 6% da população sofre com esse mal, sendo o país com maior prevalência de depressão da América Latina. Ainda, os brasileiros também são recordistas mundiais quanto aos transtornos de ansiedade, com 9,3% afetados pela doença. “A ansiedade e a depressão são quadros emocionais que podem estar correlacionados”, explica a psicóloga do Grupo São Cristóvão Saúde, Aline Melo. Conforme a especialista, a depressão se caracteriza por uma tristeza duradoura, que pode vir acompanhada de desanimo e autoestima baixa, falta de energia, entre outros sintomas. Já a ansiedade está associada a uma sensação de medo ou angustia constante sobre o futuro. “Essa sensação é considerada patológica quando começa a atrapalhar a rotina do indivíduo”, comenta Aline. Se a ansiedade não for tratada, há grande probabilidade de, além de gerar desgaste emocional recorrente, ser gatilho para o desenvolvimento de outras doenças, até mesmo levando à depressão. “A ansiedade pode estar associada a compulsões, pânico, comportamentos obsessivos, entre outros aspectos. Por isso a necessidade de reconhecê-la, compreende-la e trata-la de maneira adequada”, alerta a profissional. Quanto aos fatores mais comuns que podem desencadear uma depressão ou ansiedade estão as condições genéticas, disfunções físicas, além de traumas, estresse e perdas. Também o uso de álcool e drogas contribui para o aparecimento de tal patologia. “Para tratar as doenças é preciso de um cuidado especializado, sendo de grande importância a avaliação de um médico psiquiatra e de um psicólogo, visando o direcionamento adequado a cada caso. O uso de medicações e psicoterapia podem ser necessários”, esclarece a psicóloga. A especialista ainda adverte que vivemos um período de muitas cobranças e pressões em várias áreas de nossas vidas – profissional, familiar e pessoal – que reforçam nosso desejo de antever e nos preparar para situações futuras, o que associadas a uma grande carga de estresse, fatores físicos e predisposições genéticas geram uma maior vulnerabilidade ao desenvolvimento de transtornos emocionais. “As cobranças e crises do mundo de hoje afetam nossa saúde mental, demonstrando cada vez mais a necessidade de voltarmos nosso olhar para dentro”, finaliza.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Boa sorte sem desculpas

18 de setembro de 2018, 18:00

Por Gervásio Lima -   Desejar boa sorte, sempre, é um ato positivo dos que geralmente querem o bem de outrem; é uma expressão que caracteriza também humildade e compaixão. Antes de agir por impulso ou por emoção vale a dica dos segundos de respiração e o de contar até dez. Pensar nas consequências é a melhor forma na tomada de decisões. O ‘boa sorte’ será infinitamente melhor e mais coerente do que um pedido humilde de desculpas. A disputa de poder na política é salutar do ponto de vista da concorrência, quando são apresentados os programas e planos de governos que venham contribuir para o desenvolvimento de um determinado território, a partir de benefícios que contemplem as populações de aglomerações urbanas. A disputa de poder é um enfrentamento para decisão de quem, dentre os concorrentes, passará a deter o controle de um certo poder. As pessoas, mas precisamente as que possuem o direito do voto, geralmente têm um lado e não opinião. Os que priorizam o lado se preocupam apenas com a quantidade de votos, enquanto os de opiniões trocam ideias, discutem e justificam suas posturas através do debate munido de informação e coerência. Menosprezar e preconceituar a opinião alheia são atitudes prepotentes e peculiares dos intolerantes. Os chamados ‘donos da verdade’ não poupam argumentos, palavras e o que mais for preciso para provarem que seu ponto de vista é sempre o certo, dificultando qualquer possibilidade de viver em paz com os que estão a sua volta. Semeiam apenas mágoa, discórdia e violência, sem apresentar soluções lógicas e viáveis a partir do que defende. Um passo em falso proporcionará consequências desastrosas. É preciso prudência na tomada de decisões. Desejar felicidades e sucesso na esperança de que tudo dê certo fortalece o emissor e o receptor da frase de gentileza. Já a arrogância e a grosseria, qualidade própria dos prepotentes, atraem o mal e todos os seus ‘derivados’. Confundi a empatia, a amizade e a cordialidade com lado político é um comportamento dos fracos. As disputas eleitorais não são sinônimos de desavenças e sim um momento de empoderamento democrático e difusão de ideias. Eleições para os cargos eletivos dos municípios, dos estados e da união acontecem de quatro em quatro anos e as amizades são feitas para durar toda uma vida. A sociedade é um conjunto de pessoas ligadas pela necessidade de se ajudarem. No decorrer da vida, o ser humano desenvolve uma série de habilidades para se relacionar com o mundo que o cerca, assim ele aprende a viver com outras pessoas, das quais necessita para concretizar seu projeto de vida; se tornando consequentemente em um bom ou mau cidadão. Ser educado, saber respeitar a opinião dos outros - sem deixar que não respeitem a sua - ter um sentimento coletivo, ser solidário, e ter espírito de cooperação, são prerrogativas dos que sabem viver em sociedade. "A justiça é a vingança do homem em sociedade, como a vingança é a justiça do homem em estado selvagem". Frase dita por Epicuro de Samaros, filósofo grego do período helenístico (período da história da Grécia e de parte do Oriente Médio compreendido entre a morte de Alexandre o Grande em 323 a.C. e a anexação da península grega e ilhas por Roma em 146 a.C.).

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Barcelona está interessado em Paquetá, meia do Flamengo da seleção

10 de setembro de 2018, 09:10

(Foto: Divulgação)

O clube catalão já fez consulta para saber como está a situação do jogador no time do Rio de Janeiro - Lucas Paquetá entrou no radar do Barcelona. De acordo com a capa desta segunda-feira (10) do jornal catalão “Sport”, o clube de Messi, Suárez, Coutinho, Malcom, Arthur e Rafinha Alcântara já fez consulta sobre a situação do jogador no Flamengo. "O meio-campista lidera com Arthur a nova geração do futebol do Brasil" e "Interessa: o Barça gosta do jogador do Flamengo e já perguntou sobre sua situação", diz a manchete do jornal espanhol. Paquetá foi convocado pelo técnico Tite para os amistosos da seleção brasileira contra os Estados Unidos, terminado com vitória para o Brasil por 2 a 0, e El Salvador, nesta terça (11). A estreia dele no time nacional aconteceu no segundo tempo do duelo contra os norte-americanos, ao entrar na partida no lugar de Coutinho.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Mais de 100 presos fogem de penitenciária de segurança máxima na PB

10 de setembro de 2018, 09:00

(Foto: Reprodução)

Até as 7h50, 30 detentos haviam sido recapturados, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) - Cento e cinco presos fugiram na madrugada desta segunda-feira (10) da Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes, o PB1,  em João Pessoa (PB), segundo o Hora 1, da TV Globo.  Até as 7h50, 30 detentos haviam sido recapturados, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). O presídio tem capacidade para 660 presos e atualmente tinha 680 detentos. Informações da Polícia Militar afirmam que aproximadamente 20 homens chegaram em quatro carros disparando contra as guaritas, alojamento e portão principal da unidade prisional. Após uma explosão, a entrada foi derrubada. Moradores que residem próximo ao local ouviram tiros pouco depois da meia-noite. Em outra localidade, na rodovia estadual PB-008, ao tentar impedir a ação criminosa, Moneta, tenente da PM de 36 anos, foi baleado na cabeça. Ele está em estado gravíssimo no hospital.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Geddel está com depressão e tem medicação controlada na cadeia

10 de setembro de 2018, 08:29

O ex-ministro está preso na Papuda, em Brasília - A saúde de Geddel Vieira Lima (MDB) tem deixado a administração da penitenciária da Papuda, em Brasília, preocupada. Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”, o ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo de Michel Temer está com depressão. Diante disso, administração penitenciária decidiu controlar os remédios de Geddel, temendo que ele tome uma overdose de medicamentos. Vale lembrar que o ex-ministro está preso desde julho, em regime diferenciado, isolado numa cela com seis metros quadrados. Ele foi encarcerado após a polícia encontrar malas de dinheiro com R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador, em setembro do ano passado. O dinheiro foi atribuído a Geddel.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

CBF vai mudar o escudo da seleção brasileira

10 de setembro de 2018, 08:23

(Foto: Divulgação)

A entidade quer mudar sua identidade visual - É Tempo de mudança. Com o passar do período nebuloso que envolveu dirigentes investigados e presos por corrupção, além de mais uma frustrante eliminação em Copas do Mundo, a Confederação Brasileira de Futebol decidiu mudar sua identidade visual. De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”, a CBF está contratando uma empresa especializada para reformular sua identidade visual, incluindo o escudo que estampa a região do peito da camisa da seleção brasileira.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Brasil perde posição em ranking de viagem aérea, aponta pesquisa

10 de setembro de 2018, 08:15

(Foto: Divulgação)

Em 2016, o Brasil era o 11º maior responsável por viagens domésticas e internacionais. Em 2017, o País caiu para a 12ª posição, depois da Austrália - O Setor aéreo registrou um aumento no número de passageiros brasileiros, mas o crescimento ocorre a uma taxa ainda inferior à expansão global. Dados da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) apontam que, em 2016, o Brasil era o 11º maior responsável por viagens domésticas e internacionais. Em 2017, o País caiu para a 12ª posição, depois da Austrália. De acordo com a entidade, que reúne as maiores empresas do setor, os brasileiros realizaram 72,9 milhões de viagens em 2016. Um ano depois, o número seguiu aumentando. Mas a uma taxa inferior aos demais países. Ao fim de 2017, 76,6 milhões de brasileiros tinham voado. O aumento de 5% é inferior ao aumento mundial, de 7,3%. Em 2016, a mesma Iata havia apontado que o Brasil tinha sido o único entre os sete maiores mercados aéreos do mundo que havia registrado uma queda no número de passageiros domésticos. No total, a contração de viagens domésticas há dois anos tinha sido de 5,5%. Para 2017, a liderança mundial continua sendo dos americanos, que somaram 632 milhões de viagens aéreas em 2017, 18% de todos os passageiros no mundo. A China vem em segundo lugar, com 555 milhões de viagens. Juntos, americanos e chineses representam um terço dos passageiros do planeta. Outro país em desenvolvimento, a Índia, aparece na terceira posição, mas com um volume bem abaixo dos dois principais países. Foram 161,5 milhões de passageiros em 2017, contra 147 milhões de britânicos e 114 milhões de alemães. Viajantes Em todo o mundo, o número de passageiros aéreos superou pela primeira vez a marca de 4 bilhões de pessoas. Na avaliação da entidade, uma economia global em boas condições em diversos mercados e passagens baratas contribuíram para o novo recorde. Além disso, a Iata estima que as conexões existentes entre 20 mil cidades - o dobro do que existia em 1995 - também contribuíram. "Em 2000, uma pessoa em média fazia uma viagem de avião a cada 43 meses", disse Alexandre de Juniac, diretor da entidade. "Em 2017, essa taxa caiu para 22 meses. Nunca foi tão acessível voar", completou. Com informações do Estadão Conteúdo.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Brasil fica em último em ranking de crescimento com 47 países

31 de agosto de 2018, 14:55

(Foto: Reprodução)

O desempenho do Brasil foi igual ao do Japão, em 46.º lugar no ranking, e pouco abaixo do da Itália, com avanço de 1,1% ante o segundo trimestre de 2017 - OBrasil ficou na lanterna no ranking do crescimento econômico do segundo trimestre, conforme compilação com dados de 47 países feita pela agência de classificação de risco Austin Rating. O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro avançou 1,0% em relação ao segundo trimestre de 2017, informou mais cedo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O destaque na compilação foi o crescimento da Índia, cujo PIB do segundo trimestre ficou 8,2% acima do verificado em igual período de 2017. O desempenho do Brasil foi igual ao do Japão, em 46.º lugar no ranking, e pouco abaixo do da Itália, com avanço de 1,1% ante o segundo trimestre de 2017. Bélgica e Reino Unido, com crescimento de 1,3%, também ficaram para trás. No topo do ranking, a Índia cresceu acima da média das projeções de analistas, que apontava para um avanço de 7,6% no PIB do segundo trimestre ante igual período de 2017. O resultado também mostra aceleração em relação aos 7,7% registrados entre janeiro e março, ante o primeiro trimestre de 2017. A China cresceu 6,7% e ficou em segundo na lista da Austin Rating. Em terceiro ficaram as Filipinas, com 6,0%, seguidas de Egito e Peru (ambos com 5,4%), Indonésia e Chile (ambos com 5,3%), Polônia e Letônia (ambos com 5,1%). Em décimo lugar no ranking ficou a Tailândia, com crescimento de 4,6%, empatada com a Hungria. Os Estados Unidos cresceram 2,9% em relação ao segundo trimestre de 2017. Entre os países comparáveis com o Brasil, Coreia do Sul (2,9%) e México (2,7%) tiveram desempenho superior ao brasileiro. Com informações do Estadão Conteúdo.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Cautela e caldo de galinha não fazem mal à ninguém

30 de agosto de 2018, 17:13

(Foto: Reprodução)

Por *Gervásio Lima -    A capacidade de imaginação do ser humano é uma das principais características da inteligência da espécie. Chega a ser instigante e intrigante o poder de criação das pessoas, em todas as áreas do conhecimento. Mentes brilhantes contribuíram, têm contribuído e contribuirão para importantes transformações em todo o mundo, tanto do ponto de vista material quanto o imaterial, ajudando ou prejudicando os viventes. Infelizmente são mais facilmente encontrados os chamados ‘mentes diabólicas’, que usam a inteligência para fazer ou promover o mal, com o propósito único de causar discórdia e a cólera, para como num sentimento de orgasmo sentir excitação do espírito pelas ríspidas e maléficas atitudes; de que os que procuram socializar os conhecimentos com o objetivo de ganhos coletivos. Uma sociedade justa está cada vez mais distante dos que buscam incessantemente o real e o verdadeiro conceito de vida, mesmo tendo provas e a certeza que o mal não vencerá o bem. A boa e salutar disputa quando o mérito leva o melhor à vitória se confunde com o conflito, onde geralmente está em jogo a discussão, o choque e o enfrentamento nem sempre amigável entre as partes. As competições viraram sinônimo de confusões envolvendo os competidores e seus apoiadores, esses, na política, conhecidos carinhosamente por asseclas ou bajuladores. Geralmente o egoísmo e a vaidade predominam nas defesas das partes, enquanto a opinião e a razão são desprezadas ou ignoradas, muitas vezes sem direito de defesa. O verdadeiro líder é aquele que respeita as diferenças e seus adversários, promovendo harmonia e buscando o consenso, para assim conquistar a confiança e ter o poder de influenciar o pensamento e o comportamento de outros indivíduos. Liderança não se compra e, para a infelicidade dos que desejam de qualquer maneira alcançar tal posição, também não se consegue com inverdades e perseguições, mesmo contra seus algozes. O Brasil vive e respira mais um período eleitoral, momento democraticamente criado para a escolha dos seus representantes nos executivos e legislativos estadual e nacional. Foi dada a largada para a corrida mais importante do país; entre os competidores estão os candidatos a deputado, senador, governador e presidente da República. Já na torcida, no 'corpo técnico’ e nos bastidores estão os eleitores como os principais protagonistas. A partir de agora é preciso muito cuidado na interpretação no que ouvir, ver ou ler, pois os persuasores de plantão estão travestidos de ‘bons samaritanos’ e de má fé podem induzir os incautos. Aventurar ou atirar no escuro podem não ser a solução de problemas, ao contrário, servirão apenas como contribuições para a ampliação dos mesmos. A emoção, por mais marcante que seja, não pode jamais transpor a razão. Um erro não justifica o outro, por tanto se faz necessário muito cuidado pois cautela e caldo de galinha não fazem mal à ninguém.   Gervásio Lima. Jornalista e historiador.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Menino de 5 anos forja bilhete para não ir a escola: ‘pode ser feriado’

23 de agosto de 2018, 13:56

De acordo com a professora o menino têm costume de mandar bilhetes para os amigos e a família. Um bilhete escrito por um menino de cinco anos viralizou nas redes sociais. O pequeno Gabriel Lucca, da cidade de Bocaina (SP), escreveu um bilhete bastante inusitado dizendo que não haveria aula no dia seguinte porque 'poderia ser feriado' e entregou para a sua mãe na última quarta-feira(22). Quando recebeu o bilhete que estava assinado pela professora do aluno "Tia Paulinha", sua mãe Geovana Santos entrou em contato com a professora para confirmar a "veracidade" do bilhete e rir da situação. De acordo com a professora o menino têm costume de mandar bilhetes para os amigos e a família.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade

23 de agosto de 2018, 11:43

Por Gervásio Lima  -   A demora por tomadas de decisões afeta consideravelmente governos que possuem todas as prerrogativas para serem considerados de excelência. Já criar expectativa para outrem é uma falta séria de compromisso com a dignidade e o sentimento alheio. Não se promete o que não pode ser cumprido, isto é fato e, infelizmente, uma prerrogativa usada por poucos. O Brasil que os brasileiros querem é utópico por conta do comportamento dos próprios brasileiros. Corruptores criticam corruptos e o que deveria ser uma obrigação é caracterizado de virtude, com a moral e a ética não sendo mais valores intrínsecos, passando a serem ‘princípios em extinção’. Não basta apenas achar que o erro se encontra no outro sem antes se auto avaliar. Ao descobrir e corrigir suas falhas inevitavelmente mudará suas, até então, atitudes equivocadas. Enquanto isso não acontecer não será possível cobrar o que não contribuiu para se tornar realidade. É bom sempre lembrar que o bem é fruto de um conjunto de ações positivas e do envolvimento de todos que almejam o mesmo objetivo. Nas gestões públicas a palavra ‘errar’ não deve se quer ser pronunciada, até porque, parafraseando o ditado popular, ‘errar é para humanos’. Conforme Paulo Daniel Barreto Lima, especialista em gestão pública, em seu livro “Gestão é a capacidade de fazer o que precisa ser feito” (2006), em uma gestão pública não se pode esquecer a capacidade de se atentar e permanecer no posicionamento da organização planejada, para que assim, a missão possa ser cumprida, que neste caso primordial é o desenvolvimento da cidade em benefício ao povo que nela reside. Lima ainda acredita que uma boa organização na gestão pública está relacionada à uma alta capacidade de gestão, que por sua vez, relaciona-se com a “melhor relação entre recurso, ação e resultado”. Em uma infeliz, mas real e cotidiana, inversão de valores, a crítica sobrepõe o elogio ao correto, principalmente quando se refere à política e aos políticos, assuntos na moda atualmente. Nunca na história deste país o provérbio, ‘o sujo falando do mal lavado’ esteve tão presente, sendo inclusive a frase mais coerente para o momento. É fácil condenar o outro pelos erros que também se comete. Hipocrisias e falsos moralismos andam de mãos dadas e, o pior, são seguidos por uma legião que torce pelo quanto pior melhor. A mentira não é mais antagônica da verdade. Já dizia Joseph Goebbels, que foi ministro da Propaganda de Adolf Hitler na Alemanha Nazista, exercendo severo controle sobre as instituições educacionais e os meios de comunicação: "Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade".

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

FACEBOOK

VÍDEOS