Esqueleto de norte-americano sumido há 22 anos é achado pelo Google Earth

13 de setembro de 2019, 08:07

(Foto: Reprodução)

A foto estava há mais de uma década disponível no serviço do Google sem ninguém notar o carro submerso em um lago norte-americano.

Foto tirada por um satélite do Google permitiu encontrar o cadáver de um homem desaparecido há 22 anos na Flórida, segundo comunicou policiais.

A imagem mostra um lago com um carro submerso perto da margem. Apesar de a imagem estar disponível desde 2007, tanto o carro quanto o homem foram notados apenas agora.

https://mobile.twitter.com/ure_too_close/status/1172381929875726338?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1172381929875726338&ref_url=https%3A%2F%2Fbr.sputniknews.com%2Famericas%2F2019091314510085-esqueleto-norte-americano-sumido-ha-22-anos-e-achado-pelo-google-earth-foto%2F

O homem foi encontrado por um morador do complexo residencial The Grand Isles, que notou a silhueta do veículo enquanto realizava uma busca através do serviço de satélite do Google. Ele então informou ao morador mais próximo da área, que, por sua vez, utilizou um drone para encontrar e confirmar que se trava de um veículo.

O xerife de Palm Beach confirmou a presença do veículo no lago, afirmando que a parte externa do veículo estava “fortemente calcificada” por estar debaixo d’água há décadas.

“Ao retirar o veículo, foi encontrado em seu interior restos de um esqueleto humano”, observou a autoridade policial, informando que o corpo pertencia a William Moldt, desaparecido desde novembro de 1997.

De acordo com os arquivos do Sistema Nacional de Pessoas Desaparecidas e Não Identificadas, Moldt, um corretor de valores de 40 anos de idade, havia ligado para sua noiva depois de beber alguns drinques em um clube noturno e prometendo que logo estaria em casa, porém nunca retornou.

 

DIVULGUE A NOTÍCIA

FACEBOOK

VÍDEOS